Colunista » Wilson Carlos Fuá » O equilíbrio na vida

07/03/2017 - 09:42:43

O equilíbrio na vida

Wilson Carlos Fuá


O que proporciona o desenvolvimento pessoal vem com a satisfação do trabalho e do reconhecimento social, gastar sem ter, receber sem trabalhar e querem ter afeto sem acreditar que a vida é composta de atos de amor, é uma evidência de que ainda não encontrou o equilíbrio na vida.


Todos nós passamos por estágios de indecisões, e essa fase da vida vem com motivações positivas ou negativas, mas só os realizadores não abandonam os seus sonhos no meio do caminho, e tem a certeza que ao final de um dia, nada se acaba, e que o amanhã é a continuação de todas as experiências válidas ou inválidas, e sabem mais que ninguém que quando os ponteiros se cruzam, chega no limite do que foi o dia e a noite, e, é nesse momento que somos chamados a provar e mensurar o nosso crescimento interiormente.


O importante é saber que nem tudo na vida vem em forma de desprazeres, porque existem também os doces e suaves momentos em forma de participação nos pactos sociais, pois ninguém pode ser feliz marcando encontro consigo mesmo, ou vivendo em forma de solidões programadas, por isso, devem comemorar as nossas vitórias e dividir com os outros o nosso prazer de ser um vencedor.


Em cada amizade nos traz uma porção de felicidade e por estarmos juntos somos possuídos pelo poder das forças aglutinantes, que somam e ajudam a reduzir os sofrimentos e por potencializar a satisfação de estarmos diminuído as dores de um irmão, pois eles foram colocados em nossas vidas para que pudéssemos criar facilidades nos relacionamentos possíveis e impossíveis, e pela vida encontramos a outra parte para completar o viver juntos, união em atos comuns e em caminhos iguais.


Vejam que as pessoas querem ser felizes antes de aceitar os pactos de sentimentos conjuntos; querem buscar novos caminhos e sem ao menos se dispor a começar a caminhar, porque às vezes no próprio caminhar é que nos traz felicidade, por isso, as tentativas de dias melhores e de novos sentimentos não devem cessar nunca.

Economista Wilson Carlos Fuáh – É Especialista em Recursos Humanos e Relações Sociais e Políticas.Fale com o Autor: wilsonfua@gmail.com

 

COMENTÁRIOS