Notícias » Educação » Acadêmicos de Direito pedem a OAB-MT por melhorias no ensino

REVISÃO DE DIREITO

15/03/2017 - 15:48:15
Redação 24 Horas News

Acadêmicos de Direito pedem a OAB-MT por melhorias no ensino

Comissão de Ensino Jurídico irá avaliar o requerimento que também será encaminhado ao Conselho Federal da OAB

Acadêmicos de Direito pedem a OAB-MT por melhorias no ensino

Os acadêmicos do curso de Direito da Universidade de Cuiabá (Unic) procuraram a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) através da Comissão de Ensino Jurídico solicitaram o apoio da entidade no sentido de cobrar providências quanto a melhorias no ensino.

O presidente da OAB-MT Leonardo Campos e o presidente da Comissão de Ensino Jurídico, José do Patrocínio receberam os alunos do 9º, 8º, 6º,5º e 2º semestre no dia 10. A iniciativa que conta com abaixo-assinado dos estudantes partiu de Andrés Esteban León Suárez.

Entre as principais reclamações dos alunos estão as disciplinas interativas ou semipresenciais que não podem ultrapassar 20% da carga horária total do curso, conforme a Portaria nº 4.059 da instituição de ensino.

“Conforme carga curricular já pré-determinada pelos órgãos competentes, o curso de Direito deverá dispor de 3700 horas, onde a instituição supracitada adota usá-las nos formatos presenciais, semipresenciais e extracurriculares. Porém, de acordo com o somatório de todas as disciplinas semipresenciais, a distância, conforme anexo II esta carga horária está em 830hs. Levando em consideração a grade de acadêmico de 9º semestre, ultrapassando assim o limite estabelecido pela portaria, sendo o permitido de 740h (20% do total)”, acrescenta o pedido.

A medida tem gerado indignação nos estudantes, pois consideram um enorme prejuízo ao aprendizado por ser desconhecido os tutores, o currículo lates e seu conhecimento na área de ensino.

Outro problema apontado é com relação ao Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e Estágio Obrigatório que desde o primeiro semestre de 2016 foi transformado em semipresencial. A reposição das aulas também foi alvo de questionamentos.

A Comissão de Ensino Jurídico irá avaliar o requerimento que também será encaminhado ao Conselho Federal da OAB.
 

Fonte: Ascom
COMENTÁRIOS ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News