Notícias » Política » Administração de Elias Leal, em Mirassol DOeste, deixa mais de R$ 8 milhões em caixa

DINHEIRO EM CAIXA

10/01/2017 - 09:48:54
Antonio Carlos Luz / Mirassol DOeste

Administração de Elias Leal, em Mirassol DOeste, deixa mais de R$ 8 milhões em caixa

Diante do atual quadro econômico do país, o prefeito Elias Leal compara que a situação econômica da Prefeitura de Mirassol D´Oeste hoje difere, e muito, de grande parte das municipalidades do Brasil

Administração de Elias Leal, em Mirassol DOeste, deixa mais de R$ 8 milhões em caixa

Apesar de sofrer com a crise política e econômica que se abateu sobre o Brasil, fechamento de duas unidades frigoríficas de bovino e frango e de outras empresas, além de algumas críticas de adversários, os 4 anos (2013-2016) da administração do prefeito Elias Leal (PSD), foi marcada por diversas realizações em setores como de Saúde, Educação e Infraestrutura, recolando Mirassol D´Oeste como destaque dentro do cenário Regional e Estadual, após quase 40 anos de sono profundo.

Para alcançar as metas estabelecidas, segundo ele, foi necessário implementar medidas de austeridade fiscal, aliadas às ações inovadoras e corajosas. “Deixo o município sem dívidas e com dinheiro em caixa, em ótimas condições”, garante o prefeito Elias Leal, que foi candidato à reeleição, sendo o mais votado, com 7.830 votos ou 52,25% dos votos válidos, no entanto, o seu registro foi indeferido e está com recurso a ser julgado a qualquer momento pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) ou pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Diante do atual quadro econômico do país, o prefeito Elias Leal compara que a situação econômica da Prefeitura de Mirassol D´Oeste hoje difere, e muito, de grande parte das municipalidades do Brasil.

De acordo com dados contábeis divulgados pela gestão do prefeito Elias Leal, cerca de R$ 8,5 milhões ficaram no caixa da prefeitura para serem investidos no que bem entender, além de obras em andamento, como creche, praça, asfalto, entre outras.

O Chefe do Executivo pontuou ações e números em vários setores da administração mostrando a evolução do município durante seu período de gestão.

Citou entre as mais de 56 realizações, as principais, como o primeiro hospital público, o HMSG, com atendimento mensal de quase 4 mil pacientes, custeado exclusivamente pelo próprio município até hoje, contratação de 16 médicos (antes só existia um profissional na rede básica de saúde), reforma, ampliação e construção de novas unidades de saúde (PSFs), aquisição de novas ambulâncias, inclusive, a primeira UTI Móvel, pavimentação asfáltica, rede de esgoto e de galerias pluvias em diversos bairros, aquisição de patrulhas mecanizadas, Programa Porteira Adentro, de Inseminação Artificial, distribuição de insumos e sementes aos produtores da agricultura familiar, elaboração do Plano de Saneamento Básico, investimentos no SAEMI (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), manutenção e construção de estradas, ruas e pontes, aquisição de novos ônibus escolares, reforma e ampliação de escolas, cobertura do ginásio poliesportivo na EM “Inedi Fontes de Castilho”, criação do PROPAP (Programa de Pavimentação Participativa), do Regime Próprio de Previdência dos servidores municipais, Reforma Tributária e Administrativa, pagamento integral das reposições salariais anuais (RGA), salários e Décimo Terceiro Salário pagos em dia.

Além disso, vale destacar as realizações de grandes eventos festivos alusivos às datas comemorativas do município, como 14 de Maio (Aniversário de Emancipação Política), 28 de Outubro (Aniversário de Fundação da cidade),FEIRART (Feira de Artesanato, Gastronomia, Festival de Danças e Teatro) e Boi no Rolete, que em 2016 foram realizados simultâneamente pela primeira vez com a EXPOSSOL (Exposição Agropecuária e Festa do Peão Boiadeiro), numa parceria inédita com o Sindicato Rural, com entrada franca, os quais funcionam como uma porta de entrada para novos investidores, como forma de atrair novos produtores para a região e otimizar a economia local, até mesmo trazer outros negócios para Mirassol D’Oeste, como a exploração de ferro e de fosfato, que já está sendo explorada por uma empresa mineradora.
O município também se destacou na gestão de Elias Leal pelo potencial da agricultura, com destaque para a soja e o milho, através da Fazenda Urutau, com possibilidade de atrair novos investidores. A cidade busca, ainda, a implantação de grandes indústrias em busca de matéria-prima que acabam melhorando a renda, gerando empregos e impulsionando a economia de Mirassol D´Oeste.
“Eu administrei pensando nas futuras gerações, não na eleição passada”, resumiu o prefeito sobre a personalidade de seu mandato. Elias Leal distinguiu em duas categorias as ações e obras de seu Governo. Ele afirmou deixar vários legados, dentre eles, os visíveis e os não visíveis. Os visíveis se enquadram nas obras e ações elencadas.
Já sobre as invisíveis, o prefeito citou:
“A administração equilibrada financeiramente com foco na gestão de forma humanizada. Num dos 4 anos mais difíceis do país, conduzimos a administração com respeito e seriedade fazendo de Mirassol D´Oeste um oásis no meio do caos em que encontramos. Por isso, não admitiremos que tentem macular nosso trabalho”, disse.
Leal falou ainda da garantia de recursos estaduais e federais, afora os R$ 8,5 milhões que deixa no cofre municipal, para a execução de projetos que devem transformar ainda mais no decorrer de 2017 a cara da cidade, anunciando a instalação do Distrito Industrial, leis de incentivos aos frigoríficos de bovino e frango, para que retornem com suas atividades, para vinda de outras faculdades e universidades, programa de pavimentação asfáltica participativa para asfaltar os bairros que ainda não receberam a melhoria, entre outros.
“Eu torço de verdade para a cidade, diferente de alguns oposicionistas ao nosso trabalho, que continuam até agora tentando nos impedir de assumirmos um novo mandato outorgado pela votade popular. Mesmo assim, continuarei presente aqui, independente de qual seja o resultado da decisão da Justiça ao meu recurso que deve ser julgado até o dia 31 de janeiro”, afirmou.
Até o julgamento do recurso no TRE ou no TSE já interposto pela defesa do prefeito reeleito Elias Leal, administra interinamente o município, a vereadora Marinês Campos (PTB), eleita presidente da Câmara de Vereadores. Inês Campos, é aliada do prefeito reeleito, que se dispôs auxiliá-la na condução temporária de Mirassol D´Oeste.
 

COMENTÁRIOS ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News