Notícias » Economia » Mais de 65 mil consumidores registraram reclamações em 2016

DIREITOS DO CONSUMIDOR

20/03/2017 - 18:16:06
Redação 24 Horas News

Mais de 65 mil consumidores registraram reclamações em 2016

Números foram consolidados a partir das duas principais bases de dados públicas de reclamações de consumo do país

Mais de 65 mil consumidores registraram reclamações em 2016

A Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Senacon/MJSP) divulgou, na quinta-feira (16.03), o Boletim Consumidor.gov.br e o Boletim Sindec de 2016. No total, em todo o país foram registradas 2.746.732 reclamações de consumo na plataforma online e nos Procons integrados ao Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec).

O Consumidor.gov.br registrou, em 2016, 288 mil reclamações de consumidores. O índice médio de solução foi de 80% com o prazo médio de resposta de 6 dias. Já os Procons integrados ao Sindec realizaram 2.458.127 atendimentos em 2016, com índice médio de solução de 78%.

O setor de telecomunicações foi o que gerou o maior percentual de reclamações pelos consumidores no ano passado com 47,5% no Consumidor.gov.br e 29,1% no Sindec. Ao mesmo tempo, as empresas desse segmento apresentaram os maiores índices de resolutividade das demandas com 87% no Consumidor.gov.br e 83,7% nos Procons.

Consumidor.gov.br

O Consumidor.gov.br é o serviço público que permite a interlocução direta entre consumidores e empresas para solução de conflitos de consumo pela internet, tudo monitorado pelos órgãos de defesa do consumidor e pela Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça. Atualmente conta com mais de 580 mil reclamações registradas e 372 empresas participantes.

Sindec

O Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor é o sistema informatizado que integra o atendimento realizado por Procons de 26 estados, do Distrito Federal e de 435 municípios. Como vários destes Procons contam com mais de uma unidade, o Sistema abrange 733 unidades espalhadas por 639 cidades brasileiras. Esses Procons atendem uma média mensal de 205 mil consumidores.

Sindec em Mato Grosso

Com relação ao Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor, em Mato Grosso o Procon Estadual e 33 Procons Municipais encontram-se integrados ao Sindec e juntos registraram 65.418 (sessenta e cinco mil quatrocentos e dezoito) atendimentos em 2016.

O assunto que mais gerou reclamações foi a 'Telefonia Celular', com 10.273 atendimentos, o que representa 15,7% das demandas dos órgãos de defesa do consumidor em todo o Estado. Em segundo lugar aparece a categoria 'Energia Elétrica', com 8.137 registros (12,4%) e em terceiro a categoria 'Água e Esgoto', com 5.114 demandas (7,8%).

As empresas mais demandadas no Estado foram a 'Vivo/Telefônica/GVT', com 8.193 registros, a 'Centrais Elétricas Matogrossenses/Cemat/Energisa', que teve 8.083 reclamações e a 'Oi Fixo/Celular', com 4.966 reclamações.

Integram o Sindec o Procon Estadual (sede e postos do Ganha Tempo da Praça Ipiranga, Várzea Grande Shopping e Assembleia Legislativa) e os Procons de 33 municípios, totalizando 34 unidades (Alta Floresta, Alto Taquari, Araputanga, Barra do Garças, Cáceres, Campinápolis, Campo Novo do Parecis, Campo Verde, Chapada dos Guimarães, Colíder, Cuiabá, Denise, Diamantino, Guarantã do Norte, Jauru, Juína, Lucas do Rio Verde, Mirassol D'Oeste, Nobres, Nova Mutum, Nova Ubiratã, Paranatinga, Pedra Preta, Poconé, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, São José do Rio Claro, São José dos Quatro Marcos, Sinop, Sorriso, Tangará da Serra e Várzea Grande). 

COMENTÁRIOS ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News