Notícias » Cidades » Trabalho do presidiário deve ser encarado como uma das soluções para a crise carcerária

PRESOS TRABALHANDO

11/01/2017 - 16:46:32
Redação 24 Horas News

Trabalho do presidiário deve ser encarado como uma das soluções para a crise carcerária

Grande maioria das prisões brasileiras segue a máxima da “cabeça vazia, oficina do diabo”

Trabalho do presidiário deve ser encarado como uma das soluções para a crise carcerária Reprodução

Poucas fontes de trabalho dentro dos presídios é uma das principais causas das frequentes manifestações registradas nos últimos dias no sistema penitenciário com a ocorrência de fugas, motins e rebeliões. Desse modo, o trabalho pode representar um dos aspectos mais importantes para os que se encontram cerceados de sua liberdade.

Trabalho presidiário deve ser encarado das mais diversas formas, levando em conta sua acepção sociológica, psicológica e jurídica.

É de essencial importância observarmos como está estabelecido em outros países o regime jurídico do trabalho prisional, quais os direitos e deveres que são assegurados aos presidiários que exercem algum tipo de trabalho e o impacto causado no indivíduo e ao seu senso de realidade social.

Soltar os apenados mais pobre e ignorantes quando entraram no ambiente prisional não ajuda em nada a reabilitá-los, o ideal seria que fosse fornecido a eles a opção de aprender algum ofício, para que possam ter alguma perspectiva quando voltarem para casa.

Grande maioria das prisões brasileiras segue a máxima da “cabeça vazia, oficina do diabo”, as mentes a toa são muitas, e as oficinas, escassas.


COMENTÁRIOS ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News