Pingo no i » Pedro Taques foi embora e agora como fica o PDT em Mato Grosso?

Pedro Taques foi embora e agora como fica o PDT em Mato Grosso?

E agora o que será do PDT em Mato Grosso? O governador Pedro Taques deixou o partido. Vai mudar de casa. O PSB, do prefeito Mauro Mendes parece ser o destino mais óbvio. É um partido pequeno, como é o PDT, sem grandes caciques. Portanto, mais fácil de se destacar, de se impor. Mas será que para vôos mais altos, como a Presidência da República seria o partido ideal para uma futura eleição? Outras siglas cortejam o chefe do executivo mato-grossense. Ele despista para onde vai. O anúncio poderá demorar dias, ou meses. Mas, já caiu fora do barco de Brizola.
 

Na carta despedida do PDT, Taques não mencionou os motivos de sua decisão. Nem precisava. A nível estadual é notório a relação entre o governador e o presidente estadual da sigla, o deputado Zeca Viana. Tal como casal em briga constante era certo o divórcio litigioso. Não dava mais para ficar na mesma casa. Alguém tinha de sair, o governador resolveu sair. Com ele devem ir embora do partido vários outros notáveis. A maioria aguarda apenas a tão propalada janela da fidelidade - ou seria infidelidade? - , para deixar o barco.


Na especulação sobre o destino do governador e seu grupo fica a pergunta; o que será do PDT mato-grossense? Teve um ápice de crescimento com a chega de Taques, sua eleição ao Senado e, posteriormente, ao governo do Estado. Sem ele voltará ao que era antes, um partido nanico. Pelo menos é que se vislumbra, embora Zeca Viana afirme que Taques já foi tarde e que o partido renascerá das cinzas. Será?


Mesmo destino parece ter o PSD. Sem José Geraldo Riva, no comando, envolvido em uma série de escândalos na justiça, a sigla está à deriva. Quase todo mundo quer cair fora, aguardam apenas a tal da janela. Se vier vai ser debandada.


Dois partidos que cresceram, mostraram força em Mato Grosso, e que sem suas principais lideranças a comandar as rédeas passam a se apequenar politicamente. Mas, vão continuar fazendo parte da maldita sopa de letrinhas que são nossos partidos políticos
 

COMENTÁRIOS