Pingo no i » Taques chama turma que inventou o VLT de “burra”, mas não seriam “finórios”?

Taques chama turma que inventou o VLT de “burra”, mas não seriam “finórios”?

Nesta semana o governador Pedro Taques chamou de “burros” os responsáveis pela implantação, quer dizer pela tentativa de implantar, o famigerado VLT – Veículo Leve sobre Trilhos – em Cuiabá. Não dá para concordar com o adjetivo utilizado pelo chefe do executivo. “Burros” não seria é não é a palavra que Taques deveria usar neste momento. Talvez “espertos”, “malandros”, “que se vale de astúcia enganosa”; “finório”, “espertalhão”, "trapaceiro".


Com certeza os “burros” que o governador citou para exemplificar o pepino que pegou com este VLT não pode ser utilizado no contexto. De “burros” a tropa não tem nada. De “finórios” tem de muito. Era óbvio, claro, ululante, e estava bem no nariz de quem quisesse ver que o tal do VLT não iria funcionar nunca no governo anterior.
 

Não é burrice o que fizeram, é outra coisa, algo pior do que a simples ignorância, porque burro pode errar, mas erra tentando acertar. A turba do VLT não errou em nenhum sentido, foram cirúrgicos naquilo que propuseram. Até comprar os vagões do VLT. Se não realizaram obras importantes, como citou Taques ao lembrar que não existe no projeto nada sobre linhas de transmissão para que os trens possam circular, foi feito de propósito. Nunca houve o interesse em ver a obra em circulação. O interesse era outro, típico de finório (espertalhão, trapaceiro), onde o importante era executar alguma coisa e embolar algo maior.

 

Agora em uma coisa Pedro Taques está mais do que certo: o que fazer com este VLT? Que situação. Está com os trilhos enferrujando, com os trens ocupando espaço e obra, que é importante, sendo tomada pelo mato, atrapalhando, emporcalhando Cuiabá e Várzea Grande. Ele vive aquela história: “Se ficar o bicho pega, se correr o bicho come”. Quer dizer o ideal seria mandar o VLT às favas, ou para os “burros” que o governador citou, ou mais claro ainda, para os “finórios” que estavam de plantão na última administração. Mas como acabar com tudo, desistir de tudo com o dinheiro que já foi gasto?, com tudo que já foi comprado? É governador, a turma provou que de “burro” não tem nada. E caba ao senhor descobrir como sair da sinuca de bico em que se enfiou e como mandar a conta para os “finórios”.
 

COMENTÁRIOS