Belo exemplo!

As redes sociais desempenham papel fundamental em nossas vidas, com a viralização de determinados conteúdos que são lançados à mídia, tanto do lado positivo como do lado negativo. Recentemente, um vídeo viralizou de forma contundente, nas redes sociais, ocasionado por um fato deprimente e revoltante, tendo como agentes protagonizadores desse evento; de um lado, um trabalhador informal um vendedor de picolés, senhor Pedro Anunciato Filho de 63 anos, de outro, um fiscal da Prefeitura Municipal de Cuiabá, conhecido como "Rubão", cumprindo seu dever, porém de forma abusiva e agressiva, chamando o trabalhador de: vagabundo, malandro, sujeira imundice e por ai vai.

Fatos dessa natureza acabam ganhando notoriedade e expondo o poder público, neste caso especifico a Prefeitura Municipal de Cuiabá; que acabou sofrendo um grande desgaste, em função de um ato isolado de um de seus comandados, que usou de abuso de autoridade para intimidar um trabalhador honesto, correto, que buscava apenas e tão somente, o seu sustento.

A filmagem é muito clara, principalmente, quando ocorrem os ataques por parte do fiscal ao senhor Pedro, embora o áudio não seja perfeito, dá para perceber claramente, que o vendedor, mesmo acuado com a presença da polícia e do fiscal exaltado, ele, defende com unhas e dentes o trabalho que lhe dá o sustento, e que por sinal é digno, e causa orgulho a muita tente, não apenas pelo trabalho escaldante ao sol e demais intempéries. Principalmente por se tratar de uma pessoa com idade avançada, mesmo assim, busca seu sustento em um trabalho honesto e decente, a venda de picolés.

Paradoxalmente, a esse triste fato midiático ocorrido na Praça Ipiranga em Cuiabá, envolvendo o picolezeiro e o fiscal da Prefeitura Municipal de Cuiabá.

Assistimos de camarote, a soltura de indivíduos envolvidos nas inúmeras operações de combate a corrupção, uma das mais impactantes, a Lava Jato. Saíram pela porta da frente, através de pedido de liberdade provisória (habeas corpos), João Carlos Genu (ex-assessor do PT), o pecuarista José Carlos Bumlai e recentemente o (ex-ministro) José Dirceu, liberados pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), abrindo assim a porteira.

O contraponto nessa história fatídica envolvendo o picolezeiro e fiscal ficou por conta do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB). Eu não votei nele na eleição passada, por questões partidárias, porém o parabenizo por sua arrojada atuação como gestor público, principalmente ao reconhecer o erro do seu comandado, e se deslocar até a residência do senhor Pedro Anunciato Filho de 63 anos.

Não foi ele o único a se emocionou, com o pedido de desculpas por parte do Prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), confesso, me emocionei não apenas por sua atitude, principalmente pelo fato de se tratar de um trabalhador humilde, honesto um grande homem, de quem sou fã agora, Pedro Anunciato Filho.

Professor Licio Antonio Malheiros é geógrafo (liciomalheiros@yahoo.com.br)