O tudo não é isso

Na vida temos que ser nós mesmos, não adianta associar a imagens e nem seguir modelos impostos ou mesmo nos espelharmos em personalidades qualificadas em imagens indefinidas que pode estar quebradas em forma de quebra cabeça.


A escolha do que cada um deve fazer para sobreviver, deve ser livre de qualquer interferência externa. É natural também que alguém escolha um modelo como guia, mas somente por vontade própria, sem coação. Escolher uma carreira é a grande tentativa de equilíbrio e ascensão social, mas muitos preferem a emoção de andar na corda bamba no grande circo da vida e acreditam sinceramente que se cair, terá sempre uma rede elástica a esperá-lo, mas nesse circo da vida tem até palhaço fantasiado de professor de Deus vindo do mundo político, e às vezes até sem querer, somos parte do espetáculo da vida, e devemos agradecer Deus porque ela é única, o importante estar na fila entre aqueles que buscam da felicidade.


O mundo não é só nosso, por isso vivemos nessa competitividade selvagem em busca de um pedacinho de chão ou atrás de promessas de conquista definitiva do céu, por isso que estamos diariamente a partilhar sonhos, respirando e ingerindo os mesmos venenos dos agrotóxicos, em busca de uma vida próspera ancorada no poder financeiro, mas a realidade pulsa lá fora, desprovida de saúde mental e apadrinhada pelo movimento frenético do trânsito. Saia dessa enquanto há tempo, busque a felicidade nas pequenas coisas que a vida ainda lhe oferece, sem acomodar com o supérfluo.


O que nos tornam felizes é ser pelo menos aquilo que querem ser, sem que pessoa alguma interfira em nossos planejamentos de vida, uma vez que: o melhor caminho a ser seguido para fazer sucesso na vida sem trabalhar, não existe. E o livro que ensina ser feliz ainda não foi publicado. Viva como você deseja ser e seja feliz ao seu modo. O importante é ser você mesmo, ainda que algumas pessoas insistam em comandar seu destino.


Cada um tem uma personalidade a ser edificado, um sonho a ser seguido e metas a serem alcançadas. A vida é formada de sucessivos momentos de lutas contra as adversidades, saiba que o tudo está sempre incompleto.


Economista Wilson Carlos Fuáh – É Especialista em Recursos Humanos e Relações Sociais e Políticas.
Fale com o Autor: wilsonfua@gmail.com