VISITAÇÃO

Centenas de pessoas participaram da 1º feira realizada no Memorial Rondon

Jornalista Jonas Jozino | 26/05/2019 12:11:26

Quitutes regionais, doces, e artesanatos marcam o evento que movimenta toda a região do pantanal mato-grossense até domingo (26).

Os expositores foram chegando devagar e em poucos minutos já ocupavam todoo o piso térreo da estrutura do Memorial Rondon, que fica no distrito de Mimoso (a 123 km de Cuiabá), em Santo Antônio de Leverger. Eles traziam produtos da agricultura familiar, artesanatos, utilidades domésticas e quitutes diversos para comercializar na 1ª Feira de Exposição e Venda de Artesanato e Produtos da Agricultura Familiar. O evento reuniu centenas de pessoas no sábado (25), e segue até domingo (26), a partir das 8h. Desde que o local foi reaberto, no começo deste mês, é a primeira vez que a comunidade utiliza o prédio.

Elenice da Silva Pinto, 64, é moradora da região do Aricá e conta que aprovou a ação, realizada por meio de uma parceria entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), prefeitura e câmara municipal. Ela trabalha com feltro, chinelos decorados e diz que não há muitos espaços para comercialização no município.

 “Eu vou só na feira de Santo Antônio de Leverger, mas quero poder mostrar meu produto para pessoas de fora da cidade. Seria bom se esta feira fosse pelo menos duas vezes ao mês. Nos ajudaria muito porque chama os turistas”, declara.

Na barraca de Elenice, haviam brinquedos, chaveiros e enfeites costurados a mão. Ela também customiza chinelos e afirma que atualmente, os desenhos mais procurados são de girassol.

Biscoitos e broinhas

O francisquito é certamente o biscoito mais procurado na barraca de Bete Lara, que tem uma pequena fábrica na cidade de Santo Antônio e atende além do município, a capital. Ela estava expondo na feira e fala que quando o público é regional, a preferência é certa.

Com relação aos demais produto que caíram no gosto dos fregueses, na avaliação do quituteira, está a goibinha, que encanta as crianças por causa do pingo de doce de goiaba no topo e o tradicional casadinho, tanto com recheio de goiaba como doce de leite.

Além das feiras, a empresária gosta de participar das festas, onde consegue também ter bons lucros.

Tanto Bete como Elenice tiveram o apoio da prefeitura e da câmara de vereadores para ir até o local. Ônibus foram disponibilizados pelo poder executivo e legislativo para fazer a coleta dos artesãos e produtores rurais.

O prefeito Valdir Pereira de Castro Filho diz que os moradores da região estão vendo com bons olhos a nova gestão estadual. Ele argumenta que nunca houve a inclusão da população pantaneira no espaço e atualmente, todos estão entusiasmados com a possibilidade do memorial se tornar um ponto de comercialização de produtos artesanais e da agricultura familiar e ainda da realização de festas e eventos, o que movimentará a economia local.

“Lembramos que o projeto está embrionário e os próximos passos estão ligados a oferta de serviços da assistência social e ainda a instalação, pelo menos uma vez ao mês, do gabinete itinerante da prefeitura, bem como atendimentos da Câmara Municipal de Vereadores de Santo Antônio de Leverger”.

 

Para o secretário-adjunto de Turismo, Jefferson Moreno, apenas com o fortalecimento da parceria será possível tornar o memorial um aparelho útil dentro de toda a sua potencialidade. Ele lembra que desde o começo da gestão, houve uma série de obstáculos para a reabertura do local, mas todos foram transpostos. “Queremos que o prédio e suas funcionalidades sejam absorvidas pelos habitantes. Assim, os turistas terão uma pequena experiência do que é ser pantaneiro com atrativos culturais e o contato direto com as pessoas”.

A programação inclui ainda atrações musicais no final de tarde.

O projeto

Além da feira, o projeto contempla um espaço para exposições, que é gerido pela Secretaria de Estado de Cultura, Esportes e Lazer. Nele, está a exposição permanente em memória ao marechal Cândido Rondon, que recebeu mais de 200 pessoas desde a reabertura do local, em 5 de maio.

Parceiros

São apoiadores no evento: Prefeitura de Santo Antônio de Leverger, Câmara Municipal de Santo Antônio de Leverger, Associação de Moradores de Mimoso, Associação de Amigos da Sala de Memória Rondon e Familiares, Escola Estadual Santa Claudina, Secretaria de Estado de Cultura, Esportes e Lazer, Empaer e Correios.