MORTA PELO MIMO

Cobra de estimação, de 2,5 metros, mata sua dona enforcada 

Jornalista Jonas Jozino | 02/11/2019 06:40:59

De acordo com a polícia, uma análise preliminar sugere que a cobra a estrangulou até a morte, mas as autoridades ainda aguardam o resultado da autópsia. Quando Laura foi encontrada, os socorristas conseguiram tirar o animal de seu pescoço, mas a mulher já estava morta.

 

Uma pessoa que passava em frente a uma casa na cidade de Battle Ground (Indiana, EUA) na última quarta-feira (30) encontrou Laura Hurst, de 36 anos, morta com uma serpente em volta do pescoço. Ela foi visitar suas cobras no local e parece ter sido morta pela serpente de 2,5 metros de comprimento.

 

De acordo com a polícia, uma análise preliminar sugere que a cobra a estrangulou até a morte, mas as autoridades ainda aguardam o resultado da autópsia. Quando Laura foi encontrada, os socorristas conseguiram tirar o animal de seu pescoço, mas a mulher já estava morta.

 

A casa abriga 140 cobras e é mantida pelo xerife Don Munson, do condado de Benton, em Indiana. Ele mora na casa ao lado e descreveu o ocorrido como “um trágico acidente”, como informa o periódico Lafayette Journal & Courier.

Em 2001, o mesmo jornal anunciou que Munson, que na época trabalhava com a polícia e ainda não era xerife, visitou uma escola para falar sobre seu hobbie de criador de cobras. Ele mostrou uma serpente de quase 4 metros de comprimento para as crianças, e comentou que tinha 52 répteis em sua garagem.

Laura mantinha 20 serpentes no abrigo e visitava os répteis pelo menos duas vezes por semana. Ela tinha dois filhos, e sua família informou o jornal Metro US que não quer se pronunciar sobre o tema.