CURSO

Curso de Estudos Diplomáticos aborda os rumos da diplomacia brasileira

Jornalista Jonas Jozino | 12/07/2019 05:06:49

O curso Lato Sensu em Estudos Diplomáticos, será coordenado pelas professoras Míriam Martins de Menezes e Milena Giovana Crespilho de Souza. O corpo docente é de renomados palestrantes e conferencistas, incluindo os mestres e doutores de Mato Grosso, além de convidados do Instituto Rio Branco, Itamaraty e da Escola Superior de Guerra.

Apresentar um programa direcionado ás relações internacionais, que compreende a inserção do Brasil no sistema internacional, são os principais objetivos do curso de pós-graduação em Estudos Diplomáticos. A aula inaugural será realizada nesta sexta-feira (12), a partir das 19 horas, aberta ao público, ministrada por Guilherme Sandoval, da Divisão de Relações Internacionais da Escola Superior de Guerra-ESG, que vai abordar "O Brasil e Geopolítica e Rumos da Diplomacia Contemporânea" O curso será promovido pelo Instituto Brasileiro de Estudos Estratégicos-IBEE.

A presidente do instituto, Maria Alice Meirelles, explica que a instituição de ensino é apoiada pela Faculdade Poliensino. Ela frisou que já tem dois cursos em andamento este ano, com as temáticas: Inteligência Estratégica, Geopolítica e Relações Internacionais. O terceiro é o de Estudos Diplomáticos, que terá conteúdos exigidos para o ingresso no concurso de admissão para a carreira diplomática do Instituto Rio Branco. "A aula inaugural nesta sexta-feira, será aberta ao público interessado nos temas. A nossa meta é ampliar os cursos para pessoas de todas as regiões do Estado." Assinalou.

O curso Lato Sensu em Estudos Diplomáticos, será coordenado pelas professoras Míriam Martins de Menezes e Milena Giovana Crespilho de Souza. O corpo docente é de renomados palestrantes e conferencistas, incluindo os mestres e doutores de Mato Grosso, além de convidados do Instituto Rio Branco, Itamaraty e da Escola Superior de Guerra. O curso será realizado no período de um ano com aulas presenciais nas sextas e sábados, sendo alternados. A grade também inclui viagens de estudos fora do estado.

Conforme Míriam Menezes, que é especialista em Direito Internacional e Estudos Diplomáticos, mestre em Geopolítica, pelo Instituto Francês de Geopolítica e Université Sorbonne de Paris, o curso oferece uma visão da diplomacia de estratégia e defesa nacional, para formar especialistas aptos a representar o Brasil na comunidade internacional e negociações de modo geral. "Uma formação com análise das relações internacionais e de temas sensíveis ao Brasil no plano internacional. O curso visa desenvolver a compreensão dos modos de formulação de políticas e ações de inserção internacional, além de capacitar especialistas para a diplomacia empresarial inclusa na mesma dinâmica vetorizada para o ingresso no Itamaraty", observou a coordenadora.

Durante um ano, serão ministrados cinco módulos. No primeiro, a aula inaugural sobre a importância da Diplomacia, além dos temas: História da Diplomacia Brasileira; História Mundial; Geopolítica Internacional; Tópicos das Relações Internacionais e Metodologia. Já no segundo módulo: A História do Brasil; Economia Brasileira e Fundamentos da Economia. No terceiro módulo, os temas: Direito Internacional Público; Economia Internacional; Direito Internacional Privado e Geografia.

No quarto módulo: a Metodologia Cientifica e orientação com foco no Trabalho de Conclusão de Curso. No quinto módulo, está programada uma viagem de estudos, em Brasília no mês de outubro, onde os alunos terão a oportunidade de visitar a Escola Superior de Guerra, o consulado e a sede do Itamaraty. Na ocasião, vão conhecer a estrutura de funcionamento das adidâncias e embaixadas. Ainda no quinto módulo, prosseguem outros temas: Diplomacia de Defesa; Missão do Adido Militar e de Defesa. Em dezembro, está prevista mais uma viagem e orientações de estudos, na região de fronteira.