Disney finaliza compra da Fox e reforça liderança no entretenimento

IG Gente | 20/03/2019 13:40:04

A empresa divulgou uma nota nesta quarta (20) informando que a aquisição foi concluída; canais de notícias e esportes não foram envolvidos na compra

Depois de ser autorizada por órgãos reguladores de diversos países, a Disney selou a compra da 21st Century Fox nesta quarta-feira (20) pelo valor de US$ 71,3 bilhões. A informação foi divulgada pela empresa por meio de nota oficial.

Com a recente aquisição, a Disney tem à sua disposição a divisão de entretenimento da Fox, o que inclui todo o departamento de filmes, como a 20th Century Fox, a Fox Searchlight Pictures, a Fox 2000 Pictures, a Fox Family e a Fox Animation.

Além da área cinematográfica, a companhia americana fundada por Walt Disney também adquiriu as produções de televisão sob a responsabilidade da 21st Century Fox, como a Twentieth Century Fox Television, Fox21, FX Productions, National Geographic, Fox Networks Group International, a Star India e a Endemol Shine Group.

Não foram inseridos na negociação o portfólio de notícias e esportes da Fox. Canais como o Fox News, Fox Network e a Fox Sports acabaram por serem desmembrados e agora estão em domínio da Fox Corporation.

A compra é o primeiro passo de uma série de mudanças na empresa neste ano. O Disney+, serviço de streaming da organização que tem previsão de lançamento ainda em 2019, promete ser o concorrente direto da líder dessa área, a Netflix.

Após o anuncio oficial, a Disney tratou de atualizar seus conteúdos. Donald Glover, da série “Atlanta”, o filme “Deadpool” e “Os Simpsons”, por exemplo, já integram a identidade visual da marca nas mídias sociais.

A aquisição da Disney favorece que a empresa se torne líder absoluta em produções de cinema, uma vez que já possui marcas consolidadas e famosas de Hollywood, como a Marvel, a Pixar e a Lucasfilm e agora passa a ter também uma parcela de trabalhos bem-sucedidos da recente compra, como “X-Men” e “Deadpool”.

O “Box Office Mojo", site americano que expõe a receita gerada pelos ingressos, mostra que três dos cinco longas com mais sucesso de bilheteira do de 2018 no mundo inteiro pertencem à organização.

Em comunicado, o presidente da Disney, Bob Iger, relatou que a fusão proporciona liderança no mercado do entretenimento em uma era tão dinâmica e transformadora como essa. “Este é um momento histórico e extraordinário para nós”, disse Iger.

Fonte: IG Gente