Em busca de publicidade da TV, Facebook define suas primeiras séries originais

| 20/06/2017 13:15:02

Programas serão exibidos em área de vídeos que está sendo desenvolvida pela rede social; reality show e comédia foram os primeiros escolhidos

Brasil Econômico

De olho em parte dos US$ 70 bilhões movimentados com publicidade na televisão dos Estados Unidos, o Facebook já começou a financiar a produção das séries originais que serão lançadas para os usuários da rede social ainda este ano. Segundo a "Bloomberg", entre os projetos já aprovados pela empresa, estão o reality show "Last State Standing" e o programa de comédia "Loosely Exactly Nicole", que teve sua primeira temporada exibida pela MTV.

O conteúdo será exibido em uma aba de vídeos que ainda não é exibida na rede social. A expectativa do Facebook com as produções próprias é incentivar mais produtoras a enviar conteúdo premium para a plataforma e assim conseguir parte da verba publicitária da televisão, que consegue ter boas produções justamente por ter um mercado lucrativo de propagandas.

Facebook pretende investir em dois tipos de programas: programas de grande orçamento e séries de menor custo e duração
Shutterstock
Facebook pretende investir em dois tipos de programas: programas de grande orçamento e séries de menor custo e duração

A rede social planeja investir em dois tipos de programas. O primeiro deles deverá ser formado por séries de maior orçamento e produção, voltadas especialmente para a exibição no aplicativo para televisões. O outro, de séries de menor custo e duração – entre cinco e dez minutos –, para serem lançados diariamente. Todos os programas serão feitos em episódios com o objetivo de expandir o diálogo entre os usuários da plataforma.

A empresa ainda não detalhou como os anúncios serão exibidos nos programas e ainda precisa mostrar para seus parceiros uma demonstração da área de vídeos, também conhecida como Spotlight. Os produtores esperam que a rede social consiga criar um local onde os usuários assistam aos vídeos por mais de um minuto ou dois, como acontece atualmente no feed de notícias.

Independente das proximas decisões do Facebook, é possível esperar grandes investimentos da empresa com este projeto. Com mais de dois bilhões de usuários mensais navegando no feed, a plataforma tem alcance maior que qualquer emissora de televisão do mundo e as séries originais parecem ter o potencial de gerar um retorno considerável para a empresa.