Entre o hype e a grandeza artística, “Roma” pauta a temporada do Oscar em 2019

IG Gente | 15/02/2019 04:20:04

O iG Gente analisa as chances de cada um dos indicados ao Oscar de Melhor Filme. "Roma", de Alfonso Cuarón, é o destaque da série nesta sexta (15)

Celebrado desde sua estreia no Festival de Veneza, “Roma” marca o retorno de Alfonso Cuarón para suas raízes mexicanas desde “Y Tu Mamá También”, de 2001. Desde então o diretor participou da franquia “Harry Potter”, fez uma ficção científica pouco lembrada (“Filhos da Esperança”) e outra premiada (“Gravidade”).

Em 2016 ele começou a produzir seu novo filme, que foi comprado pela Netflix. “Roma” não só marca seu retorno ao seu país de origem, mas também narra uma história baseada nas memórias e experiências de infância do diretor.

O filme conta a história da empregada doméstica Cleo (Yalitza Aparicio) e sua vida trabalhando para uma família de classe média-alta da Cidade do México.

Entre os dramas vividos por sua patroa Sofía (Marina de Tavira), o cuidado da casa e das quatro crianças, ela tem uma vida simples, com alguns momentos de lazer e uma companheira inseparável em Adela (Nancy García García), que trabalha com ela e divide o quarto dos fundos.

Alfonso Cuarón se inspirou em Libo, que trabalhou na sua casa na infância para contar a história de Cleo, que tem uma vida ordinária, mas que, se olharmos com atenção, é repleta de momentos extraordinários.

Passado nos anos 1970, o filme reflete não só um período da vida de Cuarón, mas também do México.

“Quantos cinemas você acha que passariam um filme mexicano, em preto e branco, falado em espanhol e mixteco, que é um drama sem grandes estrelas?”, questionou o diretor após ganhar o Globo de Ouro de melhor Filme em Língua Esntrangeira. O longa foi tema de muitos debates na indústria antes mesmo de sua estreia.

Como plataforma de streaming, a Netflix comumente é excluída de eventos cinematográficos e em 2018 foi impedida de competir em Cannes, motivo pelo qual escolheu não exibir o filme de Cuarón lá. O longa então chegou a Veneza rodeado de expectativa e saiu com o Leão de Ouro. A vitória colocou “Roma” direto na temporada de premiação. Além do Globo de Ouro, o filme ganhou o Bafta, o DGA e foi indicado ao Spirit Awards.

“Roma” foi indicado a 10 prêmios no total. Além de Fotografia, Direção, Filme, Filme Estrangeiro, Roteiro Original, Direção de Arte, Mixagem de Som e Edição de Som, a 10ª e surpreendente indicação ficou por conta de Marina de Tavira como Atriz Coadjuvante.

Fonte: IG Gente