TRABALHOU NO "SUPERPOP"

Ex-repórter Luana Don é condenada por envolvimento com PCC

advogada e modelo de 32 anos recebeu pena de 5 anos e 3 meses de prisão em regime semiaberto

| 06/12/2017 11:14:24
Reprodução

A advogada e modelo Luana de Almeida Domingos, de 32 anos, a ex-repórter Luana Don, do programa Superpop, da RedeTV!, foi condenada a cinco anos e três meses de prisão em regime semiaberto pelo crime de integrar organização criminosa após ter se envolvido com uma célula jurídica da facção Primeiro Comando da Capital (PCC).

Luana aguardará o recurso da sentença em liberdade.

Após ter passado cinco meses em prisão preventiva na penitenciária de Tupi Paulista, no interior de São Paulo, Luana foi colocada em liberdade na última sexta-feira, horas depois da sentença do juiz Gabriel Medeiros, da 1º Vara da Comarca de Presidente Venceslau.

Ela seguiu para a casa dos pais na zona norte da capital paulista.

Luana foi incluída em um rol de 54 pessoas denunciadas no âmbito da Operação Ethos, da Polícia Civil com o Ministério Público, que desarticulou uma espécie de departamento jurídico do PCC, apelidada de “Sintonia dos Gravatas” ou “Célula R”.

Sob o pretexto de prestar serviços de advocacia, membros desse núcleo foram acusados de realizar tarefas ilícitas como levar e trazer informações de presos para outros membros do PCC e prestar favores a familiares de detentos.

Fonte: VEJA

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News