Marcelo Rossi chora e fala em Deus e demônio ao relatar momento de empurrão

Agência O Globo | 21/07/2019 09:00:10

Sacerdote relembra "dor muito forte" e volta a dizer que experimentou "milagre" de estar vivo após ser arremessado de palco por uma mulher

 O padre Marcelo Rossi contou a fiéis, neste domingo, como se sentiu e o que pensou logo após no qual celebrava missa, em Cachoeira Paulista, São Paulo, há uma semana. Desta vez, o sacerdote não segurou as lágrimas, relembrou a forte dor do momento e deu graças a Deus pelo que chamou de "milagre" de estar vivo.

Marcelo Rossi destacou que ficou "totalmente consciente" depois do empurrão. Naquele momento, ele disse, só queria "entender o que estava acontecendo". Depois, em meio à dor, pensou que não gostaria de voltar a tomar remédios, já que passara "muito tempo" tomando anti-inflamatório no passado.

“Hoje, graças a Deus, não tomo nada. Estou sem remédio. Foi uma dor muito forte. Só sei que, naquele momento, veio uma consciência tão forte que Deus estava me dando de novo o batismo. Nasci novamente. Se o inimigo pensava que seria a minha morte, deu um tiro no pé, porque aquilo se transformou em uma benção”, ressaltou o padre, aplaudido pelos fiéis que acompanhavam a missa neste domingo.

Há uma semana, o religioso, que também é cantor, escritor e colunista do jornal "Extra", foi derrubado do altar de forma brusca, o que causou preocupação nos fiéis. A responsável pelo empurrão, que sofre de transtorno bipolar e faz tratamento psiquiátrico, furou a segurança do palco, correu em direção ao padre e o empurrou com tanta força que ele caiu da estrutura. Aos 32 anos, ela viajou do Rio para Cachoeira Paulista acompanhada do filho de 2 anos, em uma caravana. O sacerdote decidiu não prestar queixa na polícia e disse perdoar a fiel.

O padre destacou neste domingo que a vida "é uma passagem" e incentivou os jovens a buscarem a Deus para "nunca se perderem".

“A raiva do demônio de ver aqueles jovens louvando [em Cachoeira Paulista], o desespero deles [dos jovens] na hora que eu caí... Mas Deus me levantou, literalmente, e a alegria deles de me ver de pé... Por que eu estou falando isso? O mundo oferece vários caminhos, mas, se você conhece Jesus e Maria, tenha certeza que nunca vai se perder. O mundo pode até te derrubar, mas Deus vai te levantar”, afirmou, às lágrimas. “Eu falei que não ia chorar, mas não tem jeito”, completou.

Em seguida, Marcelo Rossi voltou a dizer, como afirmara depois do empurrão, que experimentou um "milagre" em sua vida. “Quem crê em milagres? Se você dúvida, está aqui”, disse, em referência a si mesmo. “Nós somos a descendência que pisa na cabeça da serpente”.

Fonte: IG Gente