Brasileira será primeira mulher a nadar da Bolívia ao Peru no Lago Titicaca

Ig Esportes | 11/02/2019 12:40:04

Patrícia Farias, de 37 anos, é ultramaratonista aquática e vai atravessar 20 km no Desafio do Lago Titicaca, no próximo dia 28 de fevereiro

A ultramaratonista aquática Patrícia Farias será a primeira mulher do mundo a encarar o Desafio do Lago Titicaca, entre a Bolívia e o Peru. A nadadora de 37 anos irá atravessar o lago navegável mais alto do planeta no dia 28 de fevereiro, em um percurso de 20 km. 

A carioca vai nadar em temperaturas que variam entre 10ºC e 14ºC e 3.812 metros de altitude. Patrícia já está na história dos esportes aquáticos por ter sido a primeira mulher a realizar os 35 km da Travessia Do Leme ao Pontal, a maior maratona aquática do Brasil, e agora quer ir além com o Desafio do Lago Titicaca.

"Para mim é motivador poder ser a primeira mulher a nadar da Bolívia ao Peru, sensação imensurável. A causa é mais valiosa ainda, que é uma questão ambiental e ao mesmo tempo de fomentar o esporte na região, além de levar um pouco desse sentimento único para as crianças. Estou muito feliz em ter essa oportunidade em um lugar único, de rico valor cultural e histórico”, comentou Patrícia.

A data do Desafio foi adiada em uma semana a pedido dos organizadores da prova. O único atleta a fazer o percurso foi o brasileiro Maurício Giaxa, responsável pelo convite à atleta. A nadadora Dailza Damas já nadou no lago Titicaca, porém fez outro trajeto.

Para encarar a travessia de 20 km, Patricia Farias fez acompanhamento com nutricionista e médico especialista em esporte.

"Como ganhamos mais uma semana, em contato com a minha nutricionista, combinamos melhor a suplementação e faremos mais alguns testes. Estou também sendo acompanhada pelo médico, que está monitorando minha rotina diária e está elaborando algumas estratégias”, disse a atleta.

“A programação de treinos não foi prejudicada, e temos agora uma gordurinha. Aproveito também esse tempo para me dedicar um pouco mais a fisioterapia e acupuntura", comentou Patrícia.

Para encarar o Desafio do Lago Titicaca ela conta com o apoio do município de Copacabana, localizado na Bolívia, e do técnico Guilherme Siga.