FUTEBOL

Contraprova confirma metabólito da coca em exame de Guerrero

Guerrero está suspenso provisoriamente por 30 dias

Carol Knoploch | 10/11/2017 15:28:16
David Mercado / Reuters

A contraprova do exame de Paolo Guerrero confirmou a presença da benzoilecgonina, um metabólito da coca e da cocaína, configurando o doping positivo para o estimulante. O bioquímico L. C. Cameron, que faz parte da equipe de defesa do jogador e é o coordenador do Laboratório de Bioquímica de Proteínas da UNIRIO, foi quem acompanhou a abertura da amostra B, na última quinta-feira, em Colônia, na Alemanha.

Guerrero fez o exame após o jogo do Peru contra a Argentina pelas Eliminatórias, em 5 de outubro. A defesa do jogador também já recebeu o estudo analítico do exame, com detalhes do teste na urina, substâncias pesquisadas. E segundo Bichara Neto, advogado do atleta, "a concentração de benzoilecgonina é muito baixa, compatível com a tese de contaminação cruzada".

A defesa irá se basear nessa informação para tentar diminuir a pena de quatro anos de suspensão, prevista no código antidopagem da Agência Mundial Antidoping (Wada). O objetivo é provar que a substância foi ingerida sem a intenção e o conhecimento do jogador.

Guerrero aguardava a definição sobre a anulação ou não de sua suspensão preventiva de 30 dias para que pudesse atuar pelo Flamengo pela Sul-americana e pela seleção do Peru nas Eliminatórias. A Fifa, no entanto, decidiu manter a suspensão.

No dia 26, ele e sua equipe terão de entregar à Fifa a defesa escrita. E o julgamento será no dia 30, em Zurique, na Suíça.

Fonte: Extra

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News