QUEREM JOGAR

Estudantes querem implantar flagbol em Escola Estadual de Cuiabá

Redação 24 Horas News | 21/05/2019 08:16:31

Liceu Cuiabano e Cuiabá Arsenal colaboram em prol de ideia de oportunizar mais uma cultura esportiva aos jovens

 

Professores e estudantes da Escola Estadual Liceu Cuiabano Maria de Arruda Muller receberam uma aula, ministrada pelo Cuiabá Arsenal, sobre a modalidade esportiva flag football, nesse último fim de semana, numa das quadras de areia do Complexo Esportivo Dom Aquino, em Cuiabá, com o objetivo de conhecer o desporto para incluí-lo como ação do projeto Voto Consciente e, posteriormente, implantá-lo permanentemente na escola e montar a equipe de flagbol do Liceu.

Conforme a coordenadora geral do Voto Consciente, Francine Bianca Florentino, o projeto visa formar jovens eleitores e estimular a participação democrática no processo eleitoral. E, para esse fim, simula o processo eleitoral dentro da escola para possibilitar aos alunos vivenciarem todas as etapas de uma eleição, no qual eles formam os partidos políticos, registram candidaturas, realizam campanhas eleitorais, apresentam propostas de governo e votam em urnas eletrônicas.

"Um dos cinco partidos formados por alunos para a simulação eleitoral, o PCEL (Partido da Cultura, Esporte e Lazer) teve a ideia de montar uma proposta de campanha que leva o flagbol para dentro da escola. Dessa forma, entraram em contato com o Cuiabá Arsenal, marcaram esse primeiro encontro para aprender um pouco sobre a modalidade e agora vão organizar um segundo encontro já na escola", explicou a coordenadora e professora de filosofia, Francine Bianca.

De acordo com a coordenadora do PCEL e professora da Escola Estadual Liceu Cuiabano, Claudete Jaudy, o partido tem duas propostas para desenvolver ao longo de sua campanha eleitoral escolar, uma é a criação de um jornalzinho e a outra é a implantação do flagbol na escola. E, segundo ela, a ideia do flagbol saiu de um dos alunos que faz parte do partido e que já conhece e treina no Cuiabá Arsenal. Ele contou como era o esporte e a ideia foi aceita pelos demais.

"Nós chamamos todos os membros do PCEL e chamamos os líderes esportivos do Liceu e marcamos um primeiro encontro para aprender sobre o flagbol com o Cuiabá Arsenal. Agora vamos levar essa vivência para a escola e organizar um segundo encontro para que o Cuiabá Arsenal possa mostrar essa nova cultura esportiva para toda a comunidade escolar do Liceu. Esse segundo encontro será num sábado, no campo do Liceu, em data a definir", fala a professora, Claudete.

O diretor de iniciação esportiva da Associação Atlética Cuiabá Arsenal (AACA), André Renck, tem convicção de que é muito positiva a aproximação das duas instituições, do Liceu Cuiabano com o Cuiabá Arsenal, pois ambas conhecem a importância do esporte como ferramenta de transformação social e que a união de ambas gerará benefícios aos alunos. E que essa parceria concilia com os objetivos da associação, que é de fomentar o desporto e formar bons cidadãos.

"O esporte tem a força de auxiliar as escolas na redução da evasão escolar, pois torna o ambiente mais atrativo para os jovens, e quanto mais tempo passam nas escolas, menores os índices de envolvimento com drogas e violência. E é um instrumento de inclusão social, especialmente o flagbol, que é uma versão mais suave do futebol americano, sem contato físico, e que permite a participação de jovens de todos os biótipos físicos", avalia o diretor de iniciação, André Renck.

Para o estudante que deu a ideia, membro do PCEL e atleta do Cuiabá Arsenal, Nícolas Moisés Ferreira, de 16 anos, a intenção era mostrar para a galera, especialmente para aqueles que tem vergonha do próprio corpo ou que tem medo de se machucar ao praticar esporte, que existem esportes mais democráticos e que aceitam todas as pessoas, que não importa se é gordinho, se é muito magro, alto ou baixo, que eles têm espaço para jogar e se divertir.