Neymar e Cavani discutiram feio e quase trocaram socos no vestiário do PSG

| 19/09/2017 07:45:06

Informação revelada pelo jornal "L'Equipe" indica que o clima entre o brasileiro e o atacante uruguaio não é dos melhores

Neymar e Cavani discutiram feio no vestiário do PSG
Twitter/Reprodução
Neymar e Cavani discutiram feio no vestiário do PSG

A polêmica entre Neymar e Cavani no PSG vão muito além das quatro linhas, como revelou o jornal francês "L'Equipe". Depois de toda polêmica nas cobranças de falta e pênalti no duelo diante do Lyon, no domingo passado, os dois atacantes se estranharam no vestiário, discuriram feio e quase chegaram às vias de fato. Os companheiros de time tiveram que conter os ânimos.

A publicação conta que Neymar tem o apoio de todos os outros jogadores brasileiros do elenco parisiense - Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Lucas -, além do ex-lateral Maxwell, que atualmente trabalha na diretoria do clube.

O jornal mostrou também que a chegada do camisa 10 ao clube não está sendo benéfica para Cavani. Algumas estatísticas indicam que o centroavante uruguaio vem sendo pouco a pouco isolado no setor ofensivo após as contratações do brasileiro e também de Mbappé. No domingo, Cavani trocou apenas oito passes em todo o jogo, seu pior desempenho na história do Campeonato Francês.

Os números levantados também mostram que Cavani recebeu apenas 12 passes de seus companheiros, referente à metade do que recebeu no jogo anterior, contra o Metz. Neymar e Mbappé serviram o uruguaio apenas duas vezes cada um diante do Lyon. Entre eles, o brasileiro e o francês tocaram a bola nove vezes um para cada.

A polêmica das bolas paradas

Já no segundo tempo do jogo contra o Lyon, com o resultado ainda sem gols, Neymar foi derrubado na entrada da área e Cavani se ofereceu para bater, mas Daniel Alves retirou a bola à força das mãos do uruguaio e entregou para o camisa 10 do  PSG  , que fez a cobrança - o goleiro Anthony Lopes fez bela defesa.

Depois, na reta final do duelo, já com a equipe parisiense vencendo por um gol, Mbappé foi derrubado na área e o pênalti foi assinalado. Cavani pegou a bola e colocou na marca para fazer a cobrança, mas Neymar se aproximou para tentar bater a penalidade. O brasileiro não conseguiu convencer o uruguaio, que parou nas mãos do arqueiro do Lyon, desperdiçando a chance.