O protagonismo do atacante Neymar e a desvalorização da sua imagem

iG Esporte | 12/06/2019 08:35:19

"Quanto maior o protagonismo, maior a sua responsabilidade", comentou Dani Almeida, especialista em imagem

Após quase um ano do seu mal desempenho na Copa do Mundo da Rússia, que rendeu um enfraquecimento da marca Neymar, o jogador está passando por uma fase ainda mais complicada, mas desta vez fora de campo: a acusação de estupro feita pela modelo Najila Trindade, que o fez .

Segundo estudo feito pelo CIES (Centro Internacional de Estudo do Esporte), o valor de Neymar em janeiro deste ano estava em torno de 213 milhões de euros (R$ 913 milhões).

Apesar disso, a nova lesão sofrida no PSG em fevereiro, a acusação de estupro e o corte da seleção brasileira após se machucar em amistoso contra o Catar fizeram com que houvesse um decréscimo de 63 milhões de euros, atualizando os valores para 150 milhões na moeda europeia (R$ 660 milhões).

Para Dani Almeida, jornalista e especialista em imagem, isso só reforça a importância de se ter um trabalho de comunicação contínuo para fortalecimento de marca e não somente em crises. "Quanto maior o protagonismo, maior a sua responsabilidade", comentou.

"Protagonistas têm obrigação de ter um bom trabalho de comunicação. A impressão que temos nesse caso é que, toda vez que acontece uma crise, vem uma equipe tentando consertar", avaliou a jornalista.

"Foi a mesma coisa na Copa do Mundo, quando o jogador fez um mea culpa, em um comercial da Gillette ano passado, após ser muito criticado por postura em campo. Quando analisamos a imagem de outros jogadores internacionais como Cristiano Ronaldo e Messi, mesmo tendo passado por crises ou acusações semelhantes, não vemos tamanho prejuízo", apontou a especialista.

Dani Almeida explicou também que, no inconsciente coletivo, as pessoas relacionam à imagem de um atleta atributos como: superação, foco nos resultados, alta performance, preparação, valorização da família, entre outros.

Em uma pesquisa realizada nas redes sociais, 95% das pessoas não viam a imagem de Neymar como a de atleta com esses atributos. A grande maioria apontou, ainda, que a palavra que mais representa Neymar seria "imaturo".

Outra questão importante é que pessoas públicas, que impactam milhares de pessoas (nestas últimas semanas, segundo a plataforma CrowdTangle, Neymar Jr. ganhou mais 766 mil seguidores só no Instagram), precisam estar cientes do quanto influenciam a vida destas pessoas, por isso é essencial trabalhar a inteligência emocional.

"Apoiar-se no vitimismo não ajuda ninguém. Está claro que protagonistas são humanos e nos conectamos por causa disso também. Mas quando os exemplos são negativos, as pessoas cobram. Muitas pessoas comentaram o fato de Neymar ser um exemplo para crianças, por exemplo. Sem um forte trabalho de inteligência emocional, o melhor relações públicas do mundo não vai salvar a imagem dele", finalizou Dani Almeida.