OUTRA POLÊMICA

Presidente de Clube ''detona'' árbitro de MT, Wagner Reway

Redação 24 Horas News | 06/08/2018 23:39:04

O dirigente ainda falou do flagra de um diretor da Federação Pernambucana conversando com o juiz

O presidente da Juazeirense, o deputado estadual Roberto Carlos (PDT), detonou a arbitragem da partida contra o Santa Cruz. As duas equipes ficaram no empate sem gols no último domingo (5), no Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro, pela 17ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. O dirigente ainda falou do flagra de um diretor da Federação Pernambucana de Futebol (FPF-PE), Murilo Falcão, conversando com o juiz, Wagner Reway (Fifa-MT), no vestiário dos árbitros antes da bola rolar.

Punidos na Série A

Em Abril deste ano, a Comissão de Arbitragem da CBF decidiu afastar o trio de arbitragem de jogos da primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Após o jogo com polêmica,  entre Vitória e Flamengo,. O juiz Wagner Reway e o auxiliares Fábio Rodrigo Rubinho e Marcelo Grando.

Flamengo ironiza árbitro de MT após erro em pênalti

No empate em 2 a 2 do Barradão, o juiz expulsou Éverton Ribeiro e marcou pênalti no começo do jogo após enxergar que o atleta usou as mãos para impedir o gol do Vitória. A bola, no entanto, bateu no rosto do camisa 7 do Flamengo. No segundo tempo, o trio validou um gol impedido do time carioca.

Nova polêmica

"Aconteceu uma coisa inusitada nos vestiários dos árbitros. Antes de começar o jogo, ele estava vestindo o seu material e de repente adentrou uma pessoa no vestiário. Eu fui perguntar quem era aquela pessoa, porque qual era a razão de uma pessoa civil indo ao vestiário do árbitro? Aí me informaram que era um tal de Murilo, membro da Federação Pernambucana de Futebol. Aí causou um mal-estar entre nossos diretores, comissão técnica, porque qual era a razão de um diretor da Federação Pernambucana estar de bate-papo com o juiz dentro dos vestiários? Tudo bem, normal... Mas o juiz se comportou de maneira parcial no jogo. A televisão mostrou isso. Toda vez que a Juazeirense tinha um contra-ataque, ele parava o jogo para atender alguém do Santa Cruz, inventar alguma falta. Teve um lance escandaloso, porque o Santa Cruz foi ao ataque quando chegou, nossos jogadores roubaram a bola e vieram rápido. Eles já estavam na entrada da área quando ele parou o lance e foi dar um cartão amarelo ao jogador do Santa Cruz que estava na nossa área! Além disso, toda hora parava o jogo, o torcedor do Santa Cruz jogou um copo com água dentro de campo e ele parou o jogo por dois minutos para poder tirar o copo. Nossos jogadores reclamavam, os reservas reclamaram e ele deu amarelo para Cascata. Enfim, o comportamento dele foi estranho dentro de campo. O Santa Cruz caiu várias vezes, os jogadores fazendo cera. Ele deu sete minutos, a placa levantou com cinco minutos, depois levantou mais dois e ele só deu, simplesmente no jogo jogado, quatro minutos a mais. Enfim, estamos fazendo um comunicado à CBF para que tenha conhecimento desse fato e possa corrigir o que tenha acontecido com esse juiz", desabafou em entrevista ao Bahia Notícias.


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News