Time de críquete de Bangladesh sobrevive a atentado terrorista na Nova Zelândia

Ig Esportes | 15/03/2019 10:50:19

Devido a um atraso em coletiva, a equipe não estava dentro da Mesquita no momento do ataque. Atletas assistiram o tiroteio de dentro do ônibus

A equipe de críquete de Bangladesh escapou por poucos minutos do atentado terrorista que aconteceu nesta quinta-feira (15) na Mesquita Al Noor, na cidade de Christchurchda, na Nova Zelândia.

Atrasados, os atletas e membros da comissão técnica naõ estavam dentro da Mesquita durante o ataque, mas viram de dentro do ônibus o massacre acontecer. No local, um atirador australiano matou 49 pessoas e deixou 48 feridas. O ataque terrorista é o maior já realizado na Nova Zelândia. 

"Os jogadores estavam chorando no ônibus, todos estavam mentalmente afetados", disse o chefe de equipe Khaled Mashud para a britânica 'BBC', que noticiou que um atraso numa entrevista coletiva foi o que impediu que eles estivessem lá dentro no momento do tiroteio.

Nas redes sociais, a equipe de críquete de Bangladesh divulgou que todos atletas e comissão técnica estão bem após o atentado e já se encontram no hotel.

"Todos os membros da equipe de críquete do Bangladesh, em Christchurch, estão em segurança de volta ao hotel após o incidente na cidade. O Bangladesh Cricket Board (BCB) está em constante contato com os jogadores e com a gerência da equipe e também com o New Zealand Cricke", diz o texto.

"Alhamdulillah Allah nos salvou hoje enquanto filmamos em Christchurch na mesquita. Nós somos extremamente sortudos. Nunca queremos ver essas coisas acontecerem novamente. Ore por nós", escreveu o atleta Mushfiqur no Twitter.

A equipe de Bangladesh realiza turnê pela Nova Zelândia, mas devido ao trauma psicológico deixado pelo ataque, a partida que aconteceria nesta sexta-feira (15), em Christchurch foi cancelada.