Ações estratégicas atraem investidores para implantação da PCI

| 13/09/2017 17:35:11
Mayke Toscano/Gcom-MT

Considerada uma proposta ousada, a estratégia Produzir, Conservar e Incluir (PCI) precisará de aproximadamente 43 bilhões de financiamento adicional para investimento e custeio agrícola, pecuário e florestal. Para atrair importantes investidores, o Comitê da PCI desenvolve ações estratégicas de comunicação e transparência, que projetam o Governo de Mato Grosso no cenário mundial. A iniciativa foi abordada no Encontro do Comitê da PCI, nesta quarta-feira (13.09), no Hotel Deville, em Cuiabá.

A estratégia de divulgação já apresenta resultados positivos. Presente no encontro, o embaixador da Noruega, Nils Martin Gunneng, ressaltou que esta organização de ideias e a disposição em conseguir investidores demonstram o nível de comprometimento do Estado em prol da sustentabilidade ambiental. “É uma história que eu acredito que o mundo precisa conhecer, é preciso celebrar o que Mato Grosso está construindo”.

Lançada na 21ª Conferência do Clima (COP 21), em Paris, em 2015, a PCI possui metas ambiciosas nos três eixos propostos: expansão e aumento da eficiência da produção agropecuária e florestal, conservação da vegetação nativa e recomposição dos passivos, e inclusão socioeconômica da agricultura familiar e populações tradicionais. O alcance destes objetivos depende de um esforço integrado entre os sistemas público e privado.

O diretor executivo da Estratégia, Fernando Sampaio, explicou que agora o trabalho está focado na formatação de mecanismos capazes de atrair investidores para concretizar as metas da PCI. “Com o uso efetivo de instrumentos financeiros, Mato Grosso pode atrair com êxito o capital privado necessário, aumentando de forma sustentável a produção agrícola e, ao mesmo tempo, conservando as florestas”.

Durante o encontro, foi assinado um acordo de intenções entre o Governo do Estado e a IDH (sigla em inglês para Iniciativa para Comércio Sustentável), uma instituição europeia que, desde o lançamento da PCI, demonstra o interesse em firmar parceria. O governador do Estado, Pedro Taques, frisou que o interesse social é o que motiva a iniciativa. “É possível conectar as pessoas, somar forças visando o desenvolvimento sustentável”.

O coordenador da Estratégia PCI, Jean Campos, exibiu um vídeo sobre a iniciativa, elaborado com o objetivo principal de apresentar o projeto a possíveis investidores e promover a transparência necessária das informações. “Estamos dando um passo importante rumo à concretização de ações, e estamos conseguindo mostrar essa oportunidade para o mundo”, afirmou. O Encontro do Comitê da PCI continua nesta quinta-feira (14.09) às 9h.




ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News