Bruno já estava regularizado no BID da CBF há alguns dias, mas ele não estava inscrito na primeira fase da competição e teve que esperar o início da etapa final. O Boa Esporte poderá fazer cinco trocar no seu elenco do futebol profissional.

O próprio técnico Julinho Camargo foi quem avisou que o arqueiro deverá jogar no fim de semana. "O Bruno está evoluindo muito rapidamente. Ele será inscrito nesta semana e deverá estrear em breve. Vou me reunir na terça-feira com comissão técnica para decidir se o Bruno já estreia no final de semana ou se vai aguardar um pouco mais", disse o comandante. 

 

 
 

Maior salário do elenco

De acordo com uma publicação da revista "Veja", Bruno terá o maior salário da equipe mineira e receberá cerca de R$ 30 mil mensais, sem contar os possíveis bônus por participação e jogos. O novo contratado ainda vai superar o salário do meia Radamés, que, até então, era o que mais recebia do Boa Esporte.

O caso Eliza Samudio

Bruno foi condenado pela Justiça mineira, em março de 2013, a 17 anos e 6 meses em regime fechado por homicídio triplamente qualificado — por motivo torpe, asfixia e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima — , a outros 3 anos e 3 meses em regime aberto por sequestro e cárcere privado e ainda a mais 1 ano e 6 meses por ocultação de cadáver.

A pena acabou sendo aumentada porque o goleiro Bruno foi considerado o mandante do crime, e reduzida pela confissão do jogador. Eliza desapareceu em 2010 e seu corpo nunca foi achado. Ela tinha 25 anos e era mãe do filho recém-nascido do jogador de futebol, de quem foi amante. Na época, ele era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade.