SEMANA LEGISLATIVA

Deputados vão ouvir secretário de Fazenda de MT sobre a crise financeira do Estado

Redação 24 Horas News | 25/03/2019 09:17:50

Além das quatro sessões ordinárias, os deputados vão discutir com a sociedade o caos financeiro da Santa Casa e ouvir o secretário de Fazenda sobre o empréstimo de US$ 250 milhões pelo governo do estado.

Dois pontos polêmicos vão dominar os debates políticos esta semana na Assembleia Legislativa. O primeiro é a crise financeira da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, que será discutida em audiência pública hoje (25), pela manhã. O outro é a proposta de empréstimo de US$ 250 milhões, junto ao Banco Mundial, pelo governo do estado para quitar dívida de mesmo valor com o Bank of America. Além disso, a agenda tem audiências públicas e sessões ordinárias.

Segunda-feira (25)

O caos financeiro da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá será discutido em audiência pública hoje 25, às 8h30, na Assembleia Legislativa, no auditório Milton Figueiredo, na sede da Assembleia Legislativa. O debate foi solicitado pelo deputado e médico, Lúdio Cabral (PT).

À noite, às 19 horas, o deputado Dilmar Dal Bosco (DEM) faz homenagem e entrega de diversos títulos de cidadão mato-grossense e de moção de aplausos às pessoas que contribuíram e contribuem para o desenvolvimento e o crescimento de Mato Grosso. A sessão especial será no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour.

Terça-feira (26)

Às 8h30, tem audiência pública para a apresentação das metas fiscais do 3º quadrimestre de 2018 – do governo Pedro Taques. A apresentação dos números deve ser feita pelo secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo. A audiência será no auditório Milton Figueiredo.

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Renúncia e Sonegação Fiscal volta a reunir internamente às 9 horas, na sala de reuniões 201, Deputado Oscar Soares.

Às 14 horas, os deputados membros da Comissão de Constituição, Justiça e Redação realizam a 3ª reunião ordinária da CCJR, na pauta 15 proposições serão colocadas para discussão e votação. A reunião será na sala das comissões Deputado Oscar Soares, número 201.

Reunião dos deputados, às 15 horas, no Colégio de Líderes, na sala da Presidência. Na pauta, os parlamentares vão ouvir o secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo, sobre a proposta de o estado efetuar um empréstimo de US$ 250 milhões junto ao Banco Mundial para quitar a divida com o Banco of America.

Às 17 horas, horário regimental, os deputados realizam a primeira sessão ordinária da semana. A sessão será no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour.

Quarta-feira (27)

De acordo com o Regimento Interno, tem início às 8 horas a segunda sessão ordinária da semana. Os deputados vão se reunir no plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour.

Às 14 horas, tem reunião da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público. Os deputados dessa comissão vão reunir na sala de reuniões 201, Deputado Oscar Soares.

Nesse mesmo horário, na sala das comissões 202, Deputada Sarita Baracat, os deputados da Comissão de Infraestrutura Urbana e Transporte vão reunir para deliberar matérias sob sua responsabilidade.

Às 16 horas, na sala de reuniões 201, Deputado Oscar Soares - a reunião é com os deputados da Comissão de Indústria, Comércio e Turismo.

Já às 17 horas, tem mais uma sessão ordinária, que acontece no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour.

Quinta-feira (28)

Às 8 horas, está previsto o início da última sessão ordinário da semana. Local dos debates e votações é o Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour.

A Assembleia Legislativa realiza às 14 horas, na Associação das Empresas do Distrito Industrial de Cuiabá, audiência pública para debater os entraves para a utilização do gás natural em Mato Grosso. A audiência foi requerida pelo deputado Wilson Santos (PSDB).

Às 14 horas, reunião da CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal. Ela acontece na sala das reuniões 201, Deputado Oscar Soares.

Sexta-feira (29)

O deputado Valdir Barranco (PT) realiza audiência pública, às 14 horas, para debater a segurança das barragens em Mato Grosso. O assunto vai ser discutido no município de Poconé.