FORA DA AL

Gilmar Fabris perde ação no TSE, é confirmado como ficha suja e fica fora da AL

Redação 24 Horas News | 06/12/2018 09:24:46

Gilmar Fabris, que neste ano passou mais de 90 dias preso no Centro de Custódia de Cuiabá, foi condenado em ação penal a 6 anos e 8 meses de prisão por desvio de R$ 1,5 milhão quando era presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

O deputado Gilmar Fabris (PSD) está mesmo fora da próxima legislatura da Assembleia Legislativa. Considerado ficha suja ele teve seu recurso onde pedia o registro de sua candidatura considerado improcedente, de forma unanime, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com isso não pode descongelar sues 22.913 votos conquistados nas urnas. Assim, o deputado Allan Kardec (PDT) será diplomado como deputado neste mês de dezembro.

"O Tribunal, por unanimidade, negou provimento ao recurso ordinário interposto por Gilmar Donizete Fabris, a fim de manter o indeferimento do seu pedido de registro de candidatura ao cargo de deputado estadual, nos termos do voto do Relator (Admar Gonzaga). Votaram com o Relator os Ministros Tarcisio Vieira de Carvalho Neto, Luís Roberto Barroso, Luiz Edson Fachin, Jorge Mussi, Og Fernandes e Rosa Weber (Presidente)", esclarece a certidão de julgamento.

Gilmar Fabris, que neste ano passou mais de 90 dias preso no Centro de Custódia de Cuiabá, foi condenado em ação penal a 6 anos e 8 meses de prisão por desvio de R$ 1,5 milhão quando era presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Ele havia obtido decisão liminar na Justiça estadual para suspender a condenação e participar da eleição, matéria que foi revogada pelo próprio TJMT.

O Ministério Público Eleitoral impugnou a candidatura de Fabris e o Tribunal Regional Eleitoral negou o pedido de registro. Restava o recurso no Tribunal Superior Eleitoral.

 


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News