BILAU CORTADO A CANIVETE

Homem, que teria abusado de duas netas é castrado com canivete

Jornalista Jonas Jozino | 24/06/2019 11:42:26

Toda a selvageria foi presenciada pela nova mulher de A.C., que ficou chocada ao ser informada que o marido seria um estuprador

A.C., teve um castigo cruel neste domingo depois de ser acusado de  ter estuprado duas de suas netas, na cidade de Itanhangá. Homens, encapuzados, entraram em sua residência, o prenderam na cama, amarram e com um canivete o castraram – cortaram o pênis e o testículo em represália ao que havia feito à próprias netas. O homem foi levado por familiares ao Hospital Regional de Sorriso, onde está internado, sem as partes íntimas.

Segundo a Polícia Militar de Itanhangá, o crime de A.C., foi cometido em 2016, em assentamento onde morava na cidade de Nova Maringá. Após o crime e ameaçado por moradores ele fugiu e, agora, três anos depois, foi localizado por aqueles que tinham prometido uma lição exemplar.

A promessa foi cumprida neste domingo por dois homens que invadiram a casa onde o suposto estuprador estava escondido. Ali eles o mutilaram com um canivete e sem direito a anestesia.

Toda a selvageria foi presenciada pela nova mulher de A.C., que ficou chocada ao ser informada que o marido seria um estuprador.

A dupla fugiu levando o celular do homem, bem como uma espingarda.