BRAÇOS CRUZADOS

Investigadores e escrivães da Polícia Civil, cruzam os braços nesta terça-feira

Jornalista Jonas Jozino | 25/06/2019 08:55:48

A presidente do Sindicato dos Investigadores de Polícia (Sindepol-MT), Edleusa Mesquita, informou que a paralisação, por 24 horas atinge todo o Estado

Os professores em greve em Mato Grosso vão ganhar um reforço nesta terça-feira. Investigadores e escrivães da Polícia Civil paralisaram suas atividades nesta terça-feira.

 A presidente do Sindicato dos Investigadores de Polícia (Sindepol-MT), , Edleusa Mesquita, informou que a paralisação, por 24 horas atinge todo o Estado e mostra uma preocupação da categoria em debater a reforma.

 Além dos investigadores estão de braços cruzados também os escrivães de polícia. Segundo o Sindicato dos Escrivães de Polícia (Sindespojuc), disse que a categoria protesta por  entender que  a reforma pode resultar na perda de direitos já conquistados caso o texto seja aprovado sem emendas.

A paralisação tem caráter nacional e foi convocada pela Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol), que em nota informou que a paralisação se deve ao tratamento de descaso à categoria.