Juiz autoriza psiquiatra a entrevistar agressor de Bolsonaro

Metrópoles | 15/03/2019 23:20:12

O médico foi indicado pelo próprio presidente da República. Um laudo indicou que Adélio Bispo tem um transtorno delirante

O juiz da 3° Vara Federal de Juiz de Fora (MG), Bruno Souza Savino, deu autorização para que um médico psiquiatra, indicado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), entreviste Adélio Bispo de Oliveira, responsável por dar uma facada no abdômen do então candidato em 6 setembro do ano passado, durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG). As informações são do G1.

Adélio está preso desde o dia do crime. Já Bolsonaro passou por três cirurgias.

Laudos

O juiz determinou ainda que peritos responsáveis pelos laudos psiquiátricos e psicológicos de Adélio Bispo esclareçam divergências apontadas pelo Ministério Público Federal (MPF).

Um dos laudos aponta que Adélio tem uma doença chamada transtorno delirante permanente-paranoide. Segundo o documento, o agressor não pode ser punido criminalmente por conta dessa constatação.

Jornalista: Juliana Barbosa