PROMESSA DE CANDIDATO

Mauro Mendes promete que se for eleito dará prioridade especial aos pequenos municípios

Redação 24 Horas News | 14/09/2018 09:55:36

A liderança política da cidade, Volneli Oliveira, o Novinho (PSD), também afirmou que até o hospital municipal terá que ser fechado por falta de recursos.

O candidato ao governo do estado pela coligação “Pra Mudar Mato Grosso”, Mauro Mendes (DEM) esteve na cidade de Nossa Senhora do Livramento, onde para um grande público que foi à praça central, disse que se for eleito governador vai passar a dar atenção especial aos municípios mato-grossense e, em especial aos que sofrem com precariedades como Livramento.

Ao dos candidatos ao Senado Federal, Jayme Campos (DEM) e Carlos Fávaro (PSD), ele ouviu a comunidade reclamar da situação precária e do abandono que sofre por parte do Estado. Entre as reclamações está a falta de segurança e a presença da Polícia Civil no município, que não possui uma delegacia de Polícia.

A liderança política da cidade, Volneli Oliveira, o Novinho (PSD), também afirmou que até o hospital municipal terá que ser fechado por falta de recursos.

"O fechamento do nosso hospital vai sobrecarregar os prontos-socorros de Cuiabá e Várzea Grande. É lamentável. O cidadão que tem um infarto aqui tem que tomar uma injeção e ser levado para Cuiabá, com grave risco de perder a vida por falta do atendimento adequado aqui no município", relatou.

Outra demanda é a falta de uma agência bancária de fomento aos pequenos agricultores e comerciantes. "Nossos comerciantes estão perdendo receita. Sem banco, vão em Cuiabá e Várzea Grande buscar recursos e já fazem as compras lá mesmo. Nosso município perde arrecadação com isso", reclamou.

Mauro Mendes afirmou ser inadmissível que a população esteja submetida a esta situação, privada de ter os serviços mais básicos que o Poder Público tem o dever de prestar. Ele garantiu que se for eleito dará todo o apoio necessário para que a cidade não só melhore a qualidade de vida da população, mas que se desenvolva economicamente.

"Vamos trabalhar e ajudar Nossa Senhora do Livramento. Eu sempre uso esse exemplo: se um pai tem muitos filhos, mas um tem mais dificuldade, ele precisa dar uma atenção especial a esse filho. Faremos o mesmo no Estado com os municípios que estão mais carentes. Vamos governar Mato Grosso com olhar de pai, unindo sensibilidade e competência", assegurou.


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News