Mourão: “Quero deixar claro que Bolsonaro não é ameaça à democracia”

Metrópoles | 19/03/2019 13:10:03

Declarações do vice-presidente aconteceram durante almoço com empresários e autoridades. Ele aproveitou para defender Previdência

“Eu quero deixar claro que o Jair Bolsonaro não é uma ameaça à democracia” afirmou o presidente da República em exercício, Hamilton Mourão (PRTB), durante almoço com empresários e autoridades, na tarde desta terça-feira (19/3). “Nós não estamos preocupados com as próximas eleições e sim com as próximas gerações”, completou.

“Quando deixarmos o governo queremos que todos tenham experimentado as quatro liberdades: expressão, religiosa, de não ter a pressão de vontade do outro e a liberdade de não ter medo”, disse o vice-presidente.

O evento, realizado pelo grupo de líderes empresariais de Brasília (Lide-DF), contou ainda com a presença do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), além de deputados federais e distritais.

Mourão compareceu ao almoço como palestrante. Na fala, de pouco mais de 15 minutos, o vice-presidente afirmou que não existem “mais mares tranquilos” e que o Brasil precisa estar preparado para a “guerra comercial em desenvolvimento “.

Mourão defendeu a reforma da Previdência, prometeu que p governo federal pretende implementar um “fortíssimo” ajuste fiscal, e que irão “privatizar tudo o que puder ser privatizado”.

No fim de sua fala, o vice-presidente afirmou ainda que todos terão um “preço a pagar a curto prazo para colher a longo prazo” e que os cidadãos precisam entender que “há obrigações e não só direitos”.

Os empresários prometeram ajudar a construir um país melhor e apoio à reforma da Previdência. No entanto, cobraram em troca mudanças no sistema tributário brasileiro.

Jornalista: Larissa Rodrigues