MTI APRESENTA PROJETOS

MTI finaliza dois novos projetos para modernizar sistemas do Detran

Jornalista Jonas Jozino | 20/03/2019 15:28:56

De acordo com o vice-presidente da MTI, Cleberson Gomes, a entrega dos projetos demonstra o compromisso da empresa em contribuir com o Detran, na melhoria do serviço público, além da elevada capacidade técnica da MTI ao finalizar os projetos em um prazo tão exíguo.

A Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) finalizou dois novos projetos para modernizar o sistema do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Foram entregues para o órgão de trânsito os projetos do Leilão DetranNet, que já está em funcionamento, e a Telemetria, cujo uso está previsto para iniciar no mês de abril.

Os projetos estavam previstos no termo de compromisso assinado entre MTI e Detran, em fevereiro. O termo foi fruto de diversas reuniões estratégicas entre as entidades e prevê a implantação de um total de 23 projetos para assegurar maior eficiência dos sistemas e, por consequência, a prestação de um serviço de melhor qualidade ao cidadão mato-grossense.

De acordo com o vice-presidente da MTI, Cleberson Gomes, a entrega dos projetos demonstra o compromisso da empresa em contribuir com o Detran, na melhoria do serviço público, além da elevada capacidade técnica da MTI ao finalizar os projetos em um prazo tão exíguo.

“Nos empenhamos para cumprir o compromisso firmado de modernizar o Detran, que é um dos órgãos que possuem uma grande demanda do público. Temos certeza de que os projetos do Leilão DetranNet e da Telemetria vão contribuir sobremaneira para a eficiência do Detran. E esse é só o começo de todo um trabalho de modernização que pretendemos finalizar ainda neste semestre”, disse.

O projeto do leilão DetranNet incluiu a implantação de novas funcionalidades e melhorias no sistema, que já serão percebidos no novo certame, cujo edital deve ser publicado no mês de abril. Somente no último leilão, de 444 veículos, o Detran arrecadou R$ 1,6 milhão.

Já o projeto da telemetria visa à integração entre Detran e Centros de Formação de Condutores (CFC). Com isso, o Detran terá o controle e registro das aulas práticas através das câmeras de monitoramento e GPS nos veículos das autoescolas.

Para o diretor de Habilitação do Detran, Alessandro Andrade, o projeto da telemetria entregue pela MTI representa um passo gigantesco para a segurança e o controle de aulas práticas, uma vez que todo o registro das aulas passará a ser informatizado no sistema do Detran - e não mais manualmente.

A previsão é de que a telemetria seja implantada em todos os veículos para requerimento de primeira habilitação na categoria B, para adição de categoria, na categoria B, e para mudança de categoria, nas categorias C, D e E.

“O sistema de telemetria vai permitir ao Detran o controle - através de biometria, foto, vídeo e áudio - das aulas ministradas pelas autoescolas. O Detran também vai ter acesso ao GPS, quilômetro rodado, duração de aula e sensores instalados nos veículos para verificar se a aula está sendo praticada. Até então, os lançamentos das aulas eram feitos de forma manual e controle em papel, o que permitia um grande número de fraudes”, disse.

Desse modo, segundo Alessandro, a telemetria vai oferecer ao Detran maior segurança no controle das aulas, pois será possível exigir o cumprimento integral de toda a carga horária das aulas e não será permitido que o aluno realize um número menor de aulas. “Haverá o cumprimento de todas as aulas, a monitoria dessas aulas, além de possibilitar também a monitoria dos veículos nos dias de teste”, afirmou.

Apesar de o projeto já ter sido entregue pela MTI, Alessandro disse que as mudanças só serão implantadas em Cuiabá entre os meses de abril e junho, após publicação de portaria específica. Nas cidades-polos, a implantação deve ocorrer até julho e, nas demais cidades, acontecerá até setembro.