FICOU ENLOUQUECIDA

Mulher "se livra" de algemas, rouba viatura e é perseguida pela polícia; veja o vídeo

Detida depois de uma denúncia de assalto, a criminosa se aproveitou de um pequeno descuido das autoridades para tentar escapar da cadeia

IG | 13/09/2017 08:16:46

 

A polícia da cidade de Lufkin, no estado americano do Texas, atendeu com tranquilidade a uma ocorrência de assalto, afinal, o caso era simples não deveria trazer muitos problemas. Entretanto, a mulher suspeita do crime estava dedicada a dar trabalho às autoridades: ela se livrou das algemas, roubou uma viatura e protagonizou uma eletrizante perseguição policial.

Em um vídeo publicado pela polícia local, acompanhamos todos os passos das “peripécias” de Toscha Sponsler, que era suspeita de roubar uma farmácia. Ela se aproveita de um minuto de descuido dos agentes para arquitetar os detalhes de sua fuga. Assista à filmagem:

 
Tudo começa com imagens da primeira vez em que Sponsler, de 33 anos, foi detida pelos policiais. Logo em seguida, dentro da viatura, ela se beneficia de alguns segundos – quando as autoridades deixam o carro para revistar os itens supostamente roubados – para tirar as algemas e pular para o banco da frente.

Sem pensar duas vezes, ela dá partida na viatura e inicia uma perigosa perseguição que durou mais de 20 minutos. Dirigindo a mais de 160 km/h, ela estava decidida a deixar os oficiais para trás e desaparecer com o carro, mas não demorou muito até que a americana perdesse o controle do veículo e fosse, mais uma vez, detida pelas autoridades de Lufkin.

O desfecho da "fuga"

Atualmente, ela está na Prisão do Condado de Angelina, no Texas, sob a fiança de 18 mil dólares (cerca de R$ 50 mil). De acordo com o The Washington Post, ela é acusada de fugir, ocasionar danos corporais, usar uma arma letal como ameaça, colocar a vida da população em risco, possuir substâncias controladas e usar um veículo sem autorização. Por tudo isso, ela deve permanecer na cadeia por um bom tempo.

 


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News