PF combate trabalho escravo em SP

| 25/08/2017 05:05:07

Trabalhadores eram trazidos de outros estados para trabalharem em lavouras em SP em condição de informalidade e precariedade material

Campinas/SP - A Polícia Federal, o Ministério Público do Trabalho, o Ministério do Trabalho e Emprego e a Policia Rodoviária Federal deflagraram nesta quinta-feira (24/8) uma ação conjunta para colher provas sobre possível cometimento dos crimes de aliciamento de trabalhadores e redução à condição análoga à de escravo, que estariam acontecendo na cidade de Itobi/SP e região.

Ao todo, estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em Itobi, expedidos pela 1ª Vara Federal de São João da Boa Vista/SP.

Segundo levantamentos, em janeiro de 2017, três investigados (conhecidos como turmeiros) estariam administrando grupos de trabalhadores que são trazidos de outros estados e inseridos no mercado de trabalho, na cidade de Itobi/SP e região, para laborarem em lavouras de produtores rurais, possivelmente em condição de informalidade e precariedade material (jornada extenuante, más condições de alojamento, endividamento, etc).

Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelo crime aliciamento de trabalhadores, com penas de um a três anos, e redução à condição análoga à de escravo, com penas de dois a oito anos de prisão.

Comunicação Social da Polícia Federal em Campinas/SP

cs.cas.sp@dpf.gov.br | www.pf.gov.br

Contato: (19) 3345-2269



Fonte: PF