PF prende homem que forjou a própria morte para receber pensão

| 29/09/2017 08:57:33

Operação Pseudocídio investiga ligação do investigado com outras fraudes na Previdência

Belém/PA - A Polícia Federal deflagrou nesta manhã (27) a Operação Pseudocídio para prender homem que forjou o próprio falecimento com o objetivo de receber pensão por morte, em Belém do Pará.

Além da prisão do acusado, policiais federais cumpriram um mandado de condução coercitiva e um mandado de busca a apreensão.

Em 2015, a PF já havia prendido esse mesmo homem em flagrante por crime contra a Previdência Social. Na ocasião, ele acompanhava uma idosa que se passava por uma pessoa fictícia a fim de tentar obter benefício assistencial ao idoso de forma fraudulenta.

Hoje, a investigação revelou que ele vinha utilizando quatro identidades falsas e pode estar envolvido com mais de 50 benefícios com suspeita de fraudes, que, se comprovadas, causaram um prejuízo estimado em mais R$ 3 milhões, de acordo com a REINP/PA- Representação de Inteligência Previdenciária no Pará (órgão integrante da Força-tarefa Previdenciária).

O investigado preso será ouvido na Superintendência Regional da Polícia Federal em Belém e será encaminhado ao presídio, onde ficará à disposição da justiça.

"Pseudocídio"é um termo utilizado para a pessoa que forja a própria morte e adquire uma nova identidade.

Comunicação Social da Polícia Federal em Belém/PA

Telefone: (91)3214 8029

cs.srpa@dpf.gov.br



Fonte: PF