Polícia Federal chama candidata laranja do PSL para depor

Metrópoles | 12/02/2019 17:40:03

Maria de Lourdes Paixão recebeu do partido R$ 400 mil de dinheiro público nas eleições de 2018

A Polícia Federal intimou a dar depoimento a candidata a deputada federal usada como “laranja” pelo Partido Social Liberal (PSL), Maria de Lourdes Paixão, de 68 anos. O partido, mesmo do presidente Jair Bolsonaro, pagou R$ 400 mil para Maria de Lourdes de dinheiro público nas eleições de 2018.O depoimento de Maria de Lourdes está marcado para às 11h desta quinta-feira (14/2), em Recife. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

A candidata concorreu oficialmente a deputada e teve 247 votos, terceira maior beneficiada com verba do PSL, mais do que o próprio presidente e a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP). O dinheiro foi enviado para a conta de Maria de Lourdes no dia 3 de outubro de 2018, quatro dias antes da eleição.

Apesar de ser campeã de verba pública do partido, Lourdes teve uma votação que indica candidatura de fachada, pois não demonstra empenho efetivo na busca de votos.

O presidente Jair Bolsonaro ainda não se pronunciou sobre o assunto. Ele segue internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, por uma cirurgia no intestino em 28 de janeiro.

 

 

Jornalista: Juliana Barbosa