FUGIU DA CADEIA

Presidiário ligado ao CV foge pulando muro da Cadeia do Carumbé

Jornalista Jonas Jozino | 11/11/2019 10:22:30

Neste domingo, pela manhã, foi cedo para a marcenaria do presídio, onde pegou a escada e um gancho de ferro que fizera no local para colocar entre as grades de arame farpado. Depois só pular para fora da cadeia e desaparecer.

Uma fuga espetacular, sem rastros, sem acompanhantes e que intriga os agentes penitenciários do Centro de Reabilitação de Cuiabá, o antigo Carumbé. Como um homem pode ter uma escada na cadeia, colocar no muro, passar pelas grades de arames farpados e ninguém ver?

 Foi o que fez Júnior de Oliveira Ribeiro, de 20 anos. Apontado com uma das mais novas lideranças do Comando Vermelho em Cuiabá e em grande ascensão no grupo ele mostrou que a vigilância do Carumbé deixa a desejar.

 Com mais de 13 passagens policiais, nos mais diversos crimes, com o assassinado de um candidato a mister Mato Grosso, em Rondonópolis, armamento pesado, tráfico de drogas e estelionato, Juninho Block estava preso desde abril deste ano. Apesar de todo o histórico de crimes e comando de facção na cadeia, tinha permissão para trabalhar. E foi de onde construiu tudo para fugir. 

Neste domingo, pela manhã, foi cedo  para a marcenaria do presídio, onde pegou a escada e um gancho de ferro que fizera no local para colocar entre as grades de arame farpado. Depois só pular para fora da cadeia e desaparecer.

 Os agentes penitenciários só descobriram a fuga horas depois, quando um dos presos avisou que Block já estava muito longe. A Polícia Militar foi chamada para procurar o detento fujão, mas até a manhã desta segunda-feira, ele não tinha sido encontrado. Suspeita-se que recebeu apoio de companheiro do crime depois que pulou o muro para a sua fuga.

 Câmeras de segurança serão analisadas para traçar a rota de fuga dele.