“Ele vai parar de atrapalhar”, diz Zambelli sobre saída de Bebianno

Metrópoles | 19/02/2019 10:00:03

Para ela, o antigo titular da Secretaria Geral da Presidência tentou usar Bolsonaro como uma “muleta”, e está pagando por “mentiras”

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), parlamentar da base governista no Congresso Nacional, avaliou que a crise que abateu o governo de Jair Bolsonaro (PSL), ocasionada pela denúncia de que o seu partido teria usado candidaturas laranja nos estados, foi “culpa” do ex-ministro Gustavo Bebianno (PSL).

Para ela, o antigo titular da Secretaria Geral da Presidência tentou usar Bolsonaro como uma “muleta”, e está pagando pela “mentira” que teria contado ao mencionar troca de ligações com o presidente após a denúncia das candidaturas fajutas. “Não vai fazer falta alguma, vai é deixar de atrapalhar”, disparou a deputada.

“O que ele fez é uma palhaçada. Eu estou em uma reunião com todo os integrantes do PSL e ninguém citou o nome do Bebianno porque ele não é ninguém. Ninguém quer saber dele”, afirmou a deputada sobre o ex-presidente do seu partido.

Filhos A participação do filho do presidente Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) na crise não foi um problema, na visão de Carla. Para a congressista, a suposta mentira de Bebianno seria o maior entrave para a resolução rápida da crise. “Carlos só quis defender o pai e arrumar uma mentira”.

Na visão da parlamentar, a exoneração do Ministro comprovou a bandeira anticorrupção do presidente. “Isso deixou bem claro que Bolsonaro não vai corroborar com nenhuma pratica ilícita, mesmo que em processo investigativo”, comentou.

 

Jornalista: Natália Lázaro