REUNIÃO

Reunião do Cepesca traz palestra com representantes do Indea e Embrapa Pantanal

Jornalista Jonas Jozino | 21/10/2019 05:57:17

O encontro foi presidido pelo Secretário Executivo de Meio Ambiente e presidente do Cepesca, Alex Marega.


As palestras abrangeram a comercialização de Animais Aquáticos e os 25 anos do Sistema de Controle da Pesca de MS. Pescadores e comerciantes de produtos de pesca presentes puderam tirar dúvidas, dar sugestões e opiniões sobre os temas debatidos na reunião


união Ordinária do ano de 2019 do Conselho Estadual de Pesca (Cepesca), realizada no dia 10 de outubro de 2019, apresentou duas palestras para seus conselheiros e público presente. O plenário foi formado por um grande número de ribeirinhos, representantes de colônias de pescadores e comerciantes da área pesqueira. O encontro foi presidido pelo Secretário Executivo de Meio Ambiente e presidente do Cepesca, Alex Marega.

Flávia Metello de Figueiredo, da Coordenadoria de Defesa Sanitária Animal do Indea, esclareceu sobre a comercialização de Animais Aquáticos. A servidora orientou sobre inspeção e as regras de processamento para estabelecimentos comerciais, para que o pescado chegue a mesa do consumidor com qualidade. Ela explicou o formulário de cadastro de estabelecimento aquícola, além de leis e decretos que regem o setor.

O representante da Embrapa Pantanal, Agostinho Catella, palestrou sobre os 25 anos do Sistema de Controle da Pesca de MS e falou sobre conservação ambiental, gestão e manejo pesqueiro, além de uma reflexão sobre desenvolvimento regional e as consequências para a pesca.

Os pescadores e comerciantes pesqueiros presentes que tiveram interesse em se manifestar, puderam tirar suas dúvidas, dar sugestões e opiniões sobre todos os temas debatidos na reunião.

Cepesca

Atualmente, compõem o Conselho, que atua como órgão colegiado deliberativo e consultivo auxiliando o Poder Executivo na propositura de políticas públicas para a pesca, dezoito entidades entre representantes das Secretarias de Meio Ambiente, Desevolvimento Econômico, Cultura, Ministério Público Estadual, UFMT, Unemat, colônias de pescadores, entidades do terceiro setor, Ibama e representantes do setor empresarial do turismo da pesca.