Sobre ação contra Janot, Fachin diz que regras de suspeição só cabem a ministros do STF

| 13/09/2017 23:20:06

Em uma decisão histórica, os nove ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) presentes ao plenário nessa quarta-feira (13) decidiram manter o procurador-geral Rodrigo Janot à frente das ações envolvendo o presidente Michel Temer. Foi a primeira vez em quase 200 anos de Supremo Tribunal no Brasil que alguém pediu afastamento do procurador-geral de uma investigação.

 

No entendimento do relator da ação, ministro Edson Fachin, as regras de suspeição e impedimento previstas no regime interno do STF alcançam apenas os ministros da Corte.

 




ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News