CURSO FEDERAL

UFMT avalia inclusão dos projetos da Aprosoja em grade curricular de Agronomia

Jornalista Jonas Jozino | 14/04/2017 13:19:47

Programa Soja Plus e projeto Referência podem servir de exemplos de realidade do campo  

Os projetos e programas desenvolvidos pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) podem, em um futuro próximo, serem estudados pelos alunos da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Na quarta-feira (13), a coordenadora do curso de Agronomia da instituição, Aline Regina Piedade, se reuniu com o vice-presidente da Aprosoja, Elso Pozzobon, e com a gerente de Pesquisa e Gestão de Propriedades da associação, Cristiane Sassagima.

O objetivo do encontro, solicitado pela universidade, é que a grade curricular dos alunos tenha uma relação mais direta com a realidade do campo. "A ideia da professora e coordenadora do curso é que os alunos entendam como podem desenvolver futuras atividades, das possiblidades e opções. Como ela dá as disciplinas de Empreendimento Agrícola e Legislação Agrária e Ambiental, a meta é que esses alunos tenham exemplos práticos da aplicabilidade dos temas estudados", explica Cristiane.

Dentre os programas estão, por exemplo, o Soja Plus, de gestão contínua de propriedades rurais e que aborda legislações ambiental e trabalhista, e o Referência, que é um software desenvolvido para associados com foco na gestão financeira de seus negócios.

"A professora explicou que hoje assuntos relacionados à Norma Regulamentadora 31 (NR31) já fazem parte da grade curricular de Agronomia. Dessa forma, o primeiro passo foi entregar à professora uma relação dos nossos principais materiais e principais ações", completa Cristiane.

Além da possibilidade de aulas teóricas in loco na Aprosoja, para que os estudantes conheçam os projetos da instituição, outra meta da coordenadora de Agronomia é promover junto à associação dias de campo com os alunos, em propriedades rurais.