VIOLENTADA NO MOTEL

Venezuelana é estuprada após recusar programa sexual em motel

Jornalista Jonas Jozino | 02/11/2019 09:23:41

A venezuelana contou aos policiais que a encontram correndo pela rua nas proximidades do motel que virou "garota de programa" para sobreviver após fugir de seu país e que por volta das 3h30 havia acertado um programa com o cliente.

Uma venezuelana que resolveu investir no trabalho de prostituição na região do Quilômetro Zero, em Várzea Grande foi agredida e estuprada dentro de um motel por um cliente que havia "falhado" e após o cancelamento do programa. O homem acabou sendo preso pela Polícia Militar após toda a confusão.

A venezuelana contou aos policiais que a encontram correndo pela rua nas proximidades do motel que virou "garota de programa" para sobreviver após fugir de seu país e que por volta das 3h30 havia acertado um programa com o cliente.

Segundo ela, ao chegarem na suíte do motel, o homem não consegui colocar seu aparelho reprodutor em condições de fazer sexo, tentando falhado na hora H.

Ela então resolveu cancelar o programa, colando as roupas. Mas quando resolveu deixar a suíte foi agarrada pelo homem que começou a desferir socos, ponta pés e mordidas. Em seguida arrancou suas roupas e a estuprou, quando conseguiu ficar em ponto de bala.
A mulher conseguiu se desvencilhar do tarado e saiu correndo pela rua, quando encontrou uma viatura da Polícia Militar e contou o fato. Os militares foram até o motel onde encontraram o motel, visivelmente alterado e o levaram para a cadeia.