Doze fazendas da Boi Gordo em MT vão a leilão com deságio de 90%

Redação 24 Horas News | 20/11/2017 23:06:47

Doze fazendas que pertenceram à empresa Boi Gordo, que faliu após a criação de um sistema de investimentos em animais, irão a leilão no dia 14 de dezembro, com um deságio de 90%. Avaliadas inicialmente em R$ 177 milhões, as propriedades que somam 53 mil hectares, devem ir à leilão com um valor mínimo de R$ 18 milhões.

Esse foi o maior valor oferecido no último leilão das propriedades, mas uma decisão do juiz da 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais do Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo, Marcelo Sacramone, determinou um novo leilão para que outros proponentes possam oferecer lances.

As fazendas ficam na região de Comodoro, no oeste do Mato Grosso. Entre as áreas, estão terras com pastagens e cultivos de soja e milho que podem ser pagas com a renda das propriedades, em cinco parcelas semestrais.

Desde que foi iniciado, na Justiça, o processo de recuperação do dinheiro investido pelos credores, foram vendidas mais de 30 fazendas, perfazendo 130 mil hectares, tendo sido levantados cerca de R$ 470 milhões, segundo o administrador judicial da massa falida, Gustavo Sauer.

Sauer acredita que, no leilão do dia 14, as propriedades do Mato Grosso irão atingir o dobro do lance inicial, já que as terras são boas e estão prontas para produzir renda.