Semana da Adoção 2018 começa neste domingo em Mato Grosso

Redação 24 Horas News/ | 19/05/2018 17:07:37

A partir deste domingo (20.05) a Associação Matogrossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara) realiza a Semana da Adoção 2018. O evento conta com diversas ações que endossam a importância da adoção de crianças e adolescentes.

A primeira ação será a Caminhada da Adoção, no domingo, às 17h, no Parque das Águas. Ao fim do percurso, os participantes farão um picnic no local. “A caminhada é importante para mostrar à sociedade as novas concepções de família e acabar com os preconceitos que ainda existem”, comenta Denise Araújo, assistente social da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas-MT), atuante na Ampara .

 TJ abre trabalhos para o ''Mês da Adoção'' em Mato Grosso

Na segunda-feira (21.05) ocorre a Solenidade de Premiação do Concurso de Redação. Há cerca de oito anos, estudantes do 5º ao 9º ano elaboram redações sobre o tema adoção, premiadas na solenidade. O evento acontece às 9h, no auditório do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT).

Duas ações estão reservadas para a sexta-feira (25.05), último dia do evento e data em que se comemora o Dia Nacional da Adoção. Às 9h será realizada uma sessão solene na Câmara dos Vereadores, em homenagem as adoções especiais (quando crianças a partir de sete anos são adotadas).

Por fim, acontece o Baile da Família Adotiva, às 22h, na Associação Matogrossense de Magistrados (AMAM), com mesas ainda à venda. Os interessados devem ligar para os números 3645-8202 ou 3644-2559. “Existem mais de 140 instituições de apoio a adoção no Brasil. Este evento sempre é realizado por todas elas, para que as campanhas possam orientar sobre o processo de adoção”, afirmou Denise Araújo.

Dados

Segundo o Cadastro Nacional de Adoção (CNA), há 94 crianças cadastradas no sistema em Mato Grosso. Destas, 75 estão disponíveis para adoção e outras 19 vinculadas, mas ainda não disponíveis para adoção.

No estado, há 883 pretendentes interessados na doação de crianças e adolescentes, dos mais variados perfis. “Existe muita procura por adoção. Por casais heteroafetivos e homoafetivos. Além disso, casais que já têm filhos também têm interesse em adotar”, pontua a assistente social.