TJ lança campanha ''Outubro Rosa'' em Mato Grosso

Redação 24 Horas News | 01/10/2017 23:55:19
O Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), lança nesta terça-feira (3 de outubro), por meio do Programa Bem Viver, a “Campanha Outubro Rosa” de conscientização para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama.
 
A campanha será lançada com uma palestra sobre o tema com o médico mastologista e oncologista Luciano Florisbelo. O evento começa às 15h, na Escola dos Servidores, salas das Mangabeiras e Tarumeiras. O especialista vai dar orientações e esclarecer dúvidas das mulheres sobre a técnica mais eficiente para se fazer o autoexame durante o banho, como identificar e diferenciar um nódulo de um cisto, sobre o momento de se fazer a mamografia, sobre as fases da doença e tratamento.
 
Conforme dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), este é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no Brasil e no Mundo depois do de pele. A cada 100 novos diagnósticos de câncer, 28 são de mama. Apesar de ser raro no meio masculino, o câncer de mama atinge 1 homem a cada 100 mulheres diagnosticadas.
 
Após a palestra, o TJ vai oferecer “Chá com Bolo” e sorteio de brindes surpresas para o púbico presente. Todas as servidoras, credenciadas, terceirizadas e estagiárias do Tribunal de Justiça, do Fórum de Cuiabá e do Fórum de Várzea Grande estão convidadas para participar das atividades de lançamento da campanha Outubro Rosa.
 
A responsável pela campanha no TJ é a enfermeira Lara Azevedo, que convida a todos os servidores do Poder Judiciário a usar roupa rosa no dia do início da campanha. “Não só as servidoras que estarão na palestra, mas também os servidores das comarcas, estão convidados a usar rosa na próxima terça-feira para marcar o início da luta contra o câncer de mama no Poder Judiciário.”
 
Ela ressalta ainda que a programação referente ao Outubro Rosa se estenderá durante todo o mês de outubro no TJ com distribuição de material educativo; dias de beleza; depoimentos de servidoras que enfrentaram a doença; dicas de médicos e psicólogos; e um mural de vivências no qual os servidores poderão falar sobre suas experiências. Nas comarcas o mês também será marcado com palestras educativas e ações do Bem Viver.
 
O objetivo da campanha é alertar que o câncer de mama tem cura e que os seios podem ser preservados se houver diagnóstico precoce, de acordo com a responsável pelo Ambulatório Médico, a enfermeira Patrícia Hordi. “A Campanha Outubro Rosa é um evento Mundial, então este é o momento mais do que propício para que as mulheres façam uma pausa para pensar na própria saúde. O diagnóstico precoce é a melhor saída. Há casos comprovados de servidoras aqui do Poder Judiciário que se salvaram ao despertar para a prevenção durante a campanha do Outubro Rosa”, frisou.
 
O Inca recomenda fazer a mamografia de prevenção a cada dois anos para mulheres entre 50 e 69 anos de idade. Já para as mulheres com histórico familiar da doença, o checkup deve ser anual e a partir dos 35 anos.